Futebol

Manchester United pede empréstimo de R$ 470 milhões

Valor apareceu no balaço econômico do último trimestre divulgado pelo clube inglês

5 mar, 2021

O impacto financeiro causado pela pandemia segue fazendo estrago. O balaço econômico do último trimestre do Manchester United mostrou que o clube inglês pediu um empréstimo de € 60 milhões (R$ 470 milhões), entre dezembro e o começo deste mês, para manter as operações necessárias.

Em 2020, o clube já havia contratado uma linha de crédito de £ 200 milhões, após sofrer um impacto estimado em £ 100 milhões em suas finanças em consequência da pandemia. Uma das frentes mais impactadas foi a bilheteria e matchday, que engloba, além de ingressos, o montante arrecadado com vendas de produtos licenciados, além de lanchonetes e outros fatores relacionados ao Old Trafford.

A queda da receita de matchday foi de 94.2%: de £ 55.2 milhões para £ 3.2 milhões, se comparados os segundos semestres de 2019 e 2020. No mesmo período, a dívida líquida do clube aumentou 16.4%, chegando a £ 455.5 milhões.

“No curto prazo, nosso foco continua sendo a preparação para o retorno dos torcedores ao Old Trafford. Estamos vendo alguns exemplos positivos em todo o mundo, com grupos de capacidade reduzida, com distanciamento social. O rápido lançamento das vacinas e a queda na taxa de infecções do Reino Unido nos deixa otimistas”, disse o vice-presidente executivo Ed Woodward, em entrevista ao Daily Mail.