Futebol

Em dez anos, PSG se consolida como uma potência digital

Clube francês atingiu a marca de 100 milhões de seguidores nas redes sociais

5 mar, 2021

O Paris Saint-Germain acaba de bater a marca de 100 milhões de seguidores nas redes sociais. O clube francês obteve 10 milhões de novos fãs nos últimos quatro meses, consolidando-se como uma das equipes esportivas mais famosas do mundo. Em 2011, o PSG tinha apenas 500 mil seguidores.

O projeto global do PSG começou em junho de 2011, quando foi comprado por um fundo de investimento do Catar, o QSI (Qatar Sports Investments), empresa ligada ao QIA (Qatar Investment Authority), que é um órgão do Governo especializado em fazer investimentos para diversificar a economia e fazer com que este país árabe ganhe projeção internacional. Desde 2011, já foram gastos € 1.2 bilhão em 54 jogadores contratados.

Mesmo diante das dificuldades encontradas em 2020 para se conectar com os fãs, o time francês registrou um crescimento de 25% no número de seguidores. Sua primeira final de Champions League na última temporada contribuiu para a valorização de sua base digital.

Se anteriormente o PSG tinha uma base de fãs muito mais concentrada no território francês, agora o clube possui 117 fãs-clubes registrados em mais de 30 países. A expansão internacional do clube explica essa popularidade crescente. No Instagram, por exemplo, o Brasil é o mais popular com 6.2 milhões de fãs. Já no Facebook, YouTube e TikTok, os brasileiros ocupam a segunda colocação. Nos demais países, o PSG se destaca na China, Argélia, México, Estados Unidos e Egito.

Foco atual de muitas organizações de olho no público jovem e de consumo dinâmico, o PSG é o segundo clube mais popular do TikTok, com mais de 5 milhões de seguidores. Os vídeos geraram mais de 40 milhões de curtidas desde a criação da conta em 2019.