Futebol

Atlético-MG apresenta dívida de R$ 1.2 bilhão e quer reduzir para R$ 341 milhões

Participaram do evento, além da cúpula do clube, três dos quatro empresários que têm auxiliado o Galo a projetar sua gestão nos próximos anos

Atlético-MG apresenta dívida de R$ 1.2 bilhão e quer reduzir para R$ 341 milhões

23 de abril de 2021

2 minutos de Leitura

O Atlético-MG apresentou sua atual situação financeira no evento batizado de “Galo Business Day”. No evento, a diretoria divulgou que tem R$ 1.2 bilhão em dívidas. No entanto, até 2026, o objetivo é reduzir o passivo para R$ 341 milhões.

Participaram do evento, além dos executivos atleticanos, três dos quatro empresários que têm contribuído com o Atlético na sua gestão visando os próximos anos: Rafael Menin, Renato Salvador e Ricardo Guimarães.

“O Atlético tem um passivo de um bilhão e duzentos milhão de reais. Mas o Atlético tem um patrimônio que é superior a isso. O que nos cabe é o que estamos fazendo, reduzir custos. Fizemos uma economia média de cem mil reais por mês só no departamento jurídico. Não temos mordomia nenhuma no Atlético, não tem motorista ou segurança para ninguém. Eu ando solto por aí. Minha preocupação não é o passivo, e sim reduzir despesa”, disse o vice-presidente do Atlético-MG, José Murilo Procópio, no evento transmitido ao vivo na TV Galo.

“O Atlético tem 531 funcionários. Eram 736 pessoas. 205 pessoas foram desligadas. Economia mensal de R$ 1.104 milhão. R$ 1.209 bilhão é o endividamento do Atlético ao fim de 2020. Investimos R$ 253 milhões em atletas (2020). O valor do elenco hoje é de R$ 630 milhões. Temos, sim, dívida, mas patrimônio muito maior”, acrescentou o diretor financeiro do clube, Paulo Braz.

Sobre a dívida do Galo, a Arena MRV terá um papel muito importante. No podcast oficial do MKTEsportivo, João Márcio Coelho Jr, gerente de marketing do estádio, falou sobre os números e como o Atlético será beneficiado com uma casa própria.

Compartilhe