JP Morgan confirma que investirá para a criação da Super League

O dinheiro seria utilizado para o lançamento da liga e o pagamento para que os clubes pudessem fazer parte da competição

abril 19, 2021

O banco JP Morgan Chase confirmou ao britânico The Guardian que financiará o projeto de criação da Super League. O dinheiro seria utilizado para bancar o lançamento da liga e o pagamento para que os clubes pudessem fazer parte da competição. Em comunicado, os 12 clubes fundadores da Superliga afirmaram que o torneio terá um investimento inicial garantido de € 3.5 bilhões.

“Posso confirmar que estamos financiando o negócio, mas não tenho mais comentários no momento”, disse o porta-voz de acordo com o Guardian.

A Super League tem como fundadores os espanhóis Atlético de Madrid, Barcelona e Real Madrid; os italianos Internazionale, Juventus e Milan; e os ingleses Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham.

A divulgação do projeto foi amplamente criticada por políticos ingleses, entre eles o primeiro ministro britânico, Boris Johnson, que disse que os planos seriam “muito prejudiciais para o futebol”.

Os fundadores justificam a criação da liga dizendo que “a pandemia global acelerou a instabilidade no modelo econômico do futebol europeu existente”. Segundo eles, “durante vários anos, os clubes fundadores tiveram o objetivo de melhorar a qualidade e a intensidade das competições europeias existentes ao longo de cada temporada e de criar um formato para os melhores clubes e jogadores competirem regularmente”.