Futebol

Liverpool divulga perda de US$ 63 milhões na temporada 19/20

O impacto da pandemia motivou a Fenway Sports Group (FSG) a vender uma participação de 10% do clube

Liverpool divulga perda de US$ 63 milhões na temporada 19/20

28 de abril de 2021

2 minutos de Leitura

O Liverpool divulgou perda de US$ 63.9 milhões para o ano financeiro que terminou em maio de 2020. A baixa de receita significativa de mídia e de matchday devido aos jogos sem público foram fundamentais para o valor.

A agência de notícias PA acredita que o impacto total da pandemia atingirá os Reds na faixa de US$166 milhões até o momento em que os torcedores forem autorizados a retornar. Em fevereiro de 2020, o Liverpool anunciou um lucro de US$ 58,3 milhões, mas esse excedente foi eliminado como resultado da última temporada, inicialmente suspensa em março e depois reiniciada com portões fechados.

O impacto da pandemia motivou até mesmo os proprietários do clube Fenway Sports Group (FSG) a venderam no mês passado uma participação de 10% por US$ 754 milhões à empresa de investimento privado RedBird Capital.

Também foram incluídos em sua receita para o ano cerca de US$ 4,7 milhões pela vitória na final da Champions League de 2019, uma vez que ela figurou fora do período anterior do relatório financeiro, e US$5.3 milhões pela vitória na Super Copa Uefa em agosto do mesmo ano. No período, oito patrocinadores foram fechados, além da renovação com a Carlsberg.

A LFC Retail registrou um aumento significativo no crescimento com a nova camisa principal, que bateu recordes de vendas, enquanto os planos de expansão internacional também adicionaram crescimento em novas lojas na Tailândia, Cingapura e Vietnã.

“Este período de relatório financeiro foi até maio de 2020, portanto, aproximando-se agora de um ano atrás. No entanto, ele começa a demonstrar o impacto financeiro inicial da pandemia e as reduções significativas nas principais fontes de receita. Estávamos em uma posição financeira sólida antes da pandemia e desde este período de relatório continuamos a administrar nossos custos de forma eficaz e a navegar em nosso caminho através de um período sem precedentes”, disse o diretor do Liverpool, Andy Hughes.

Os auditores do Liverpool observaram que se houvesse um atraso ou interrupção na próxima temporada devido à pandemia, o clube teria que utilizar opções adicionais de financiamento que a FSG tirou, caso contrário “lançaria dúvidas significativas sobre a capacidade do grupo de continuar como uma preocupação contínua”. No entanto, os diretores avaliaram esse risco como baixo e não têm planejado utilizar empréstimos adicionais.

Compartilhe