Futebol

O prejuízo apresentado pelo Manchester City

Balanço financeiro do clube foi prejudicado pela pandemia, com alguns valores entrando no próximo relatório

7 abr, 2021

O Manchester City apresentou o seu balanço financeiro referente a 2019/2020 com prejuízo. A queda, de 11% da temporada anterior para € 555.6 milhões, resultou em um prejuízo de € 146.35 milhões, o que contrasta com um lucro de £ 10 milhões em 2018/019.

O City colocou na conta da pandemia do coronavírus o resultado negativo, com um quarto dos jogos da Premier League e as últimas fases da Champions League e da FA Cup terminando além do final do ano fiscal de 2019/2020. O mesmo ocorre com a venda de jogadores. Leroy Sané foi para o Bayern de Munique por € 52 milhões e a transferência também foi atrasada pela pandemia. Desta maneira, não aparece no ano fiscal encerrado em 30 de junho.

As receitas com Tv caíram 26.3% para £ 123 milhões, enquanto a bilheteria e matchday sofreram uma forte queda de 32% para £41,6 milhões. Já a frente comercial subiu 8.5% para £ 246.3 milhões. As despesas operacionais subiram 14.42% para £ 641.1 milhões na temporada 2019/2020.