Indústria

Cancelamento dos Jogos de Tóquio causaria impacto de US$ 16 bilhões ao Japão

As restrições atuais por conta do avanço da Covid-19 na capital japonesa foram estendidas até 31 de maio

26 maio, 2021

Um possível cancelamento dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020 custaria ao Japão US$16.5 bilhões. As restrições atuais por conta do avanço da Covid-19 na capital japonesa foram estendidas até 31 de maio, enquanto o número de prefeituras sob as medidas cresceu para 9 de 47. O evento inicia em menos de dois meses.

“Se os Jogos desencadearem a propagação de infecções e exigirem outra declaração de emergência, então a perda econômica seria muito maior”, disse Takahide Kiuchi, economista executivo do Nomura Research Institute, que encabeça um estudo sobre os impactos econômicos da pandemia no país.

O relatório chega em um momento em que a oposição pública aos Jogos continua forte. Uma pesquisa conduzida pelo jornal Asahi Shimbun mostrou que mais de 80% dos entrevistados queriam ver o evento cancelado ou adiado. Na semana passada, o vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional, John Coates, disse que o evento continuaria “quer houvesse ou não um estado de emergência”.

Já na segunda-feira, o governo dos EUA desaconselhou a viagem ao Japão devido ao aumento das preocupações com o Covid-19, colocando-o em seu nível mais alto de alerta de viagem de quatro. O Comitê Olímpico e Paraolímpico dos EUA disse que estava ciente das orientações de viagem atualizadas, mas minimizou os temores de que isso afetaria a participação dos atletas americanos nos Jogos neste verão.