Patrocínio

Maratona de Londres terá naming rights da TCS

Além do nome, empresa utilizará tecnologia para melhorar a experiência da maratona e promover um estilo de vida saudável

9 jun, 2021

A Tata Consultancy Services (TCS) fechou o naming rights da Maratona de Londres. Em 2022, a empresa do Grupo Tata assumirá o posto da Virgin Money, que optou por não estender seu acordo de patrocínio com a corrida para além da edição de 2021. Pelo acordo, a TCS utilizará tecnologia para melhorar a experiência da maratona e promover um estilo de vida saudável.

A Virgin esteve ligada à corrida desde 2010, quando comprou os naming rights por £ 3,4 milhões por ano, em um acordo que vigorou até 2012. O braço bancário do grupo, a Virgin Money, assumiu o patrocínio a partir de 2013 em um negócio de cinco anos no valor de cerca de £ 4 milhões por ano. A última renovação viu a parceria prorrogada até 2021, embora a edição de 2020 tenha sido cancelada por causa da pandemia.

Já a TCS faz parte da lista de patrocinadores do evento desde 2016 e continuará a fornecer tecnologia para apoiar os participantes, espectadores e patrocinadores com o novo acordo. Em 2020, a TCS atualizou o aplicativo oficial da corrida para ajudar os participantes da primeira Maratona Virtual de Londres durante a pandemia.

“Estamos ansiosos para trabalhar com a TCS para evoluir e aumentar nosso alcance digital, inspirar mais milhões de pessoas a se tornarem ativas e desenvolver oportunidades de levantar ainda mais dinheiro para instituições de caridade”, disse Hugh Brasher, diretor de eventos da Maratona de Londres.

Com o anúncio, a TCS se tornará o sétimo patrocinador do evento em seus quarenta anos de história, seguindo Gillette, Mars, ADT, NutraSweet, Flora e Virgin.