Streaming

Fã de esporte está mais propenso ao consumo exclusivo por streaming

Estudo mostra que até 2026 consumo na tv aberta pode representar apenas 26%

22 jul, 2021

De acordo com um estudo divulgado pela Graybo, especialista em soluções de edição de vídeo digital, quase 80% dos fãs em todo o mundo estariam preparados para mudar completamente para serviços de streaming para consumir esportes ao vivo. O 2021 Sports Video Trends Report revela que, desde 2019, houve um aumento de 41% nas assinaturas de serviços do tipo, enquanto a TV caiu 9% no mesmo período.

Para chegar no resultado, a Grabyo ouviu mais de 15 mil consumidores em 14 países. Atualmente, 45% dos fãs de esportes em todo o mundo estão pagando exclusivamente por serviços de streaming. O estudo diz que em 2026 eles representarão apenas 28% do mercado global de TV aberta.

Sobre plataformas, a pesquisa mostrou que a maior parte do conteúdo esportivo é consumido em smart TVs ou smartphones (56%), seguidos de laptops ou desktops (46%), com tablets (30%) fechando o TOP 3. Apenas 23% citou que o consumo ocorre por TVs.

“As emissoras e detentores de direitos de transmissão devem agir rapidamente para alinhar suas estratégias de vídeo com o que os consumidores estão pedindo. Não é novidade que os consumidores desejam opções de streaming, mas essas descobertas nos mostram que, no ano passado, a grande maioria dos fãs que experimentaram a flexibilidade e o custo mais baixo dos serviços de streaming estão esperando que a indústria do esporte se atualize. Empresas como DAZN em toda a Europa e ESPN+ nos EUA provam que, se você construir, eles virão. Aqueles que não o fizerem serão deixados para trás”, disse Scott Lunn, chefe de conteúdo da Graybo.