Patrocínio

New Orleans Saints fecha naming rights de estádio por US$ 138 milhões

Casa da equipe da NFL passa a se chamar Caesars Superdome

New Orleans Saints fecha naming rights de estádio por US$ 138 milhões

23 de julho de 2021

2 minutos de Leitura

O New Orleans Saints fechou um novo acordo de naming rights com a Caesars Entertainment, empresa de entretenimento e jogos que tem hotéis e cassinos espalhados pelos Estados Unidos. O contrato renderá um total de US$ 138 milhões por 20 anos, com o local sendo batizado de Caesars Superdome.

De acordo com o Sports Business Journal, o acordo poderia valer até US$100 milhões a mais do que a parceria vista pelos legisladores estaduais que aprovaram o acordo. A reportagem afirma que é certo que o clube ganha US$ 11 milhões por ano.

O local era anteriormente conhecido como o Mercedes-Benz Superdome sob um acordo de dez anos com a montadora que, segundo especula-se, valia entre US$ 50 milhões e US$ 60 milhões.

O Saints receberá toda a receita do negócio dos Caesars, tendo assumido o controle das negociações dos naming rights em 2009 como parte de seu contrato de arrendamento de 15 anos com o estado. Esse acordo prevê que as receitas dos naming rights sejam utilizadas para compensar os subsídios que a Louisiana está contratualmente obrigada a pagar à equipe da NFL. A receita do acordo com os Caesars contribuirá para o projeto de renovação do estádio, no valor de US$450 milhões.

A parceria com os Caesars significa que o Saints se tornará a primeira franquia da NFL a jogar em um estádio com o nome de uma marca de apostas. Quando o Hard Rock Stadium, casa dos Miami Dolphins, foi nomeado em 2016, a franquia não foi autorizada a fazer qualquer referência a jogos de azar no naming rights.

Compartilhe