Patrocínio

Tim renova patrocínio ao basquete do Flamengo até junho de 2022

Além da renovação, a operadora também apoiará projetos culturais do clube relacionados ao esporte

Tim renova patrocínio ao basquete do Flamengo até junho de 2022

28 de setembro de 2021

2 minutos de Leitura

A Tim renovou seu patrocínio ao time de basquete do Flamengo, atual campeão do Novo Basquete Brasil (NBB). O novo acordo foi fechado até junho de 2022 e terá como objetivo estreitar a relação da operadora do consumidor carioca.

Além da renovação, a Tim também apoiará projetos culturais do clube relacionados ao esporte, como shows durante o intervalo das partidas do NBB e a produção do documentário sobre o FlaBasquete, que será lançado em 2022.

“Seguimos investindo no esporte porque acreditamos que ele incorpora diversos atributos que colocamos como prioridade, como a superação, transformações, diversidade e inclusão. A parceria com o Flamengo já nasceu campeã. Temos uma ligação muito forte com o time há anos, e a renovação do patrocínio ao basquete foi natural, uma vez que seus valores refletem e representam a alma da nossa cidade e nosso DNA carioca. Esta é uma união de duas marcas vencedoras que vai render ainda mais títulos”, disse Ana Paula Castello Branco, diretora de advertising e branding da Tim.

“A Tim é uma grande incentivadora dos esportes rubro-negros, e ficamos extremamente satisfeitos com a renovação do vínculo com o basquete, nesta parceria que já se mostrou tão vencedora, com todos os títulos possíveis conquistados. Estamos ansiosos pelo início de mais uma temporada para lutarmos juntos por mais títulos”, acrescentou Gustavo Oliveira, vice-presidente de comunicação e marketing do Flamengo.

De acordo com a operadora, o projeto “Invasão Cultural”, que prevê shows nos intervalos dos jogos do time no NBB, promete levar artistas flamenguistas como Alcione, Diogo Nogueira, Dudu Nobre, Xande de Pilares, Marcelo D2 e Arlindinho para animar os torcedores assim que as quadras estiverem liberadas para receber o público por conta da pandemia. As partidas também terão apresentações de dançarinos dos projetos sociais Dançando para não Dançar, Rio H2K Viaduto de Madureira, Cia. de Bailarinos Adolpho Bloch, Os dois, Passinho Brazil e Escola Carioca de Danças Negras.

O projeto do documentário batizado de “3 Pontos” prevê acesso livre do espectador à temporada mais vitoriosa do FlaBasquete nos últimos tempos, com os bastidores dos títulos do Campeonato Estadual, da Copa Super 8, do NBB e da Champions League, conquistados em meio ao cenário pandêmico e às incertezas que assombraram o mundo inteiro.

Compartilhe