Patrocínio

Ceará fecha com Sorare e terá cards digitais colecionáveis de jogadores à venda via NFT

Primeiro do Nordeste, a parceria é a inserção do clube no ramo tecnológico de blockchain

13 out, 2021

O Ceará anunciou uma parceria com a Sorare, gerenciadora do Global Fantasy Football, que fornece aos usuários a oportunidade de compra, venda e comercialização de cards digitais de jogadores. No Brasil, o Vozão estará ao lado de Atlético/MG e Corinthians, sendo o único do Nordeste inserido no segmento.

Além de internacionalizar a marca Ceará, a parceria é a inserção do clube no ramo tecnológico de blockchain em NFTs. O acordo de licenciamento com a Sorare contempla a lógica desse mercado. Habitualmente, os usuários precisam adquirir os cards para montarem suas escalações. Com isso, a experiência ultrapassa a diversão do jogo em si, passando a ser um mecanismo também de investimento. A plataforma conta hoje com 15 mil usuários brasileiros.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria com o Ceará, um dos clubes mais prestigiados do Brasil. Esta parceria irá aumentar ainda mais a base de fãs internacionais, enquanto ajuda a Sorare a continuar a construir uma experiência de jogo global. Acreditamos que existe uma grande oportunidade de levar a Sorare a mais adeptos de futebol em todo o mundo”, disse Nicolas Julia, CEO da Sorare.

No seu portfólio, a Sorare é parceira de mais de 200 clubes e ligas, como LaLiga, Bundesliga, Liverpool, Bayern de Munique e Paris Saint-Germain para citar alguns europeus. Recentemente, anunciou ter levantado US$ 680 milhões numa rodada de financiamento de Série B. Desta maneira, a empresa, que tem entre os investidores a brasileira Go4It Capital está agora avaliada em US$ 4.3 bilhões.

Agora, a Sorare deseja expandir a atuação para novos esportes, com um escritório nos Estados Unidos, além de maior investimento em campanhas de marketing. Desde janeiro, foram negociados US$ 150 milhões em cartões digitais na plataforma. Existem atualmente 600 mil usuários cadastrados, dos quais 150 mil têm atuado no comércio de cards mensalmente.

“Estou certo de que os nossos fãs também abraçarão essa iniciativa, que faz parte da nossa prioridade para desenvolver a experiência cearense nesse produto digital”, comemorou o presidente do clube, Robinson de Castro.

“O clube lança no mercado um produto baseado na tecnologia blockchain em NFTs que além de internacionalizar a marca tem grande potencial de geração de receita para o clube. Mais um produto que coloca o clube entre os mais inovadores do país, acrescentou o diretor de Marketing do Ceará, Lavor Neto.

A nova parceria entre Ceará e Sorare é uma forma a mais do torcedor alvinegro viver a paixão pelo clube, sendo parte direta de uma nova fonte de receita ao Vozão. Além da experiência em si, esse comércio no fantasy game está vinculado à potencial valorização de determinados cards e aos eventuais lucros disto. É o que há de mais moderno no empreendedorismo digital.

A Sorare conta com mais de 130 mil usuários ativos por mês em sua plataforma, acumulando US$ 130 milhões em volume de cartões em 160 países (apenas no mês de junho/21). Em fevereiro deste ano, um único cartão exclusivo de Cristiano Ronaldo foi vendido por mais de R$ 1.5 milhão. Sua operação se situa na intersecção do mercado de NFT (US$ 2.5 bilhões já vendidos este ano), cartões de esportes (US$5 bilhões) e Global Fantasy Football (US$25 bilhões).