Indústria

Criptomoeda entra no radar do governo britânico sobre se encaixar em jogo de azar

Medida pode impactar atuação de empresas como Sorare e Socios.com dentro da indústria do esporte

14 out, 2021

O avanço do mercado de criptomoedas no esporte fez a Comissão de Jogos do Reino Unido abrir uma investigação sobre a atuação dos fantasy games, que tem hoje a Sorare e a Socios.com como referências na indústria. Ainda sob análise, elas poderão ser enquadradas dentro das leis de jogos de azar e impactaria diretamente nos investimentos em patrocínio.

O movimento não é de todo desconhecido. Há algum tempo o governo do Reino Unido quer proibir a exposição das casas de apostas em camisas de clubes da Premier League. Itália e Espanha já iniciaram este movimento.

A arrecadação de US$ 680 milhões da Sorare, que tem sede em Paris, foi o estopim para o início das investigação dos britânicos. Do seu lado, a empresa já se posicionou e afirmou estar confiante que o seu trabalho está dentro da lei.

“A Comissão de Jogos está atualmente investigando a empresa para determinar se a Sorare.com exige uma licença operacional ou se os serviços que fornece não constituem jogos de azar. Os consumidores estão sendo aconselhados a considerar essas informações ao decidir se devem ou não interagir com o site”, disse em comunicado.

O modelo de atuação da Sorare permite que os usuários comprem e vendam cards digitais de jogadores por meio de tokens no blockchain Ethereum. No seu portfólio, ela é parceira de mais de 200 clubes e ligas, como LaLigaBundesliga, Liverpool, Bayern de Munique e Paris Saint-Germain para citar alguns europeus. No Brasil, ela está com Atlético Mineiro, Ceará e Corinthians.

Para acessar a corretora Binance e comprar criptomoedas acesse aqui