Coluna

Estrela do UFC, Molly McCann diz: “Eu vivo sob o slogan do Everton FC!”

8 out, 2021
Everton FC
Blog oficial do Everton Football Club
Ver mais artigos deste clube

Por ‘Meatball’ Molly McCann, candidata ao peso mosca do UFC

‘Meatball’ Molly McCann é uma lutadora de MMA que atualmente compete na divisão peso mosca do Ultimate Fighting Championship (UFC). Antes de ingressar no UFC, McCann – cuja base foi no jiu-jitsu brasileiro – foi campeã no Shock N ‘Awe Flyweight Championship e no Cage Warriors Fighting Championship.

Em setembro, McCann derrotou a sul-coreana Ji Yeon Kim por decisão unânime em uma luta no UFC que mais tarde recebeu o status de “Luta da Noite”.

Nascida em Liverpool, McCann é uma torcedora apaixonada do Everton Football Club e, de quebra, frequentadora assídua dos jogos do time no Goodison Park quando seu cronograma de lutas permite.

Aqui, McCann fala sobre seu amor pelos ‘The Blues’ e como ela carrega o lema do clube, ‘Nada além do melhor é bom o suficiente’. E ela se refere a isso não somente para todas as competições como para a vida!

 “Nós, Evertonianos, somos diferentes!

O Everton, para mim, é identidade, é paixão, é maior do que qualquer pessoa. Trata-se de uma comunidade que cuida uns dos outros e que reúne muitas pessoas diferentes. Por outro lado, Everton também significa desgosto e ressaca às vezes!

No fim, é especial!

Ser um Evertoniano é quem eu sou. O futebol foi meu primeiro amor – antes mesmo das lutas, inclusive! – e futebol, ao meu ver, significa Everton FC.

Os valores do clube e o que ele representa significam muito para mim. Tento incorporar esses valores, seja ao colaborar com minha comunidade, Seja ao dar uma chance a todos ou me dedicando 100% a tudo que eu coloco minhas mãos e que me proponho a fazer.

Desde que eu era um amadora, sempre coloquei a bandeira do Everton em meu vestiário e, ao sair dele, me enrolava na bandeira.

Isso foi uma maneira que encontrei para me lembrar quem eu sou e de onde eu venho.

O nosso lema – presente em nosso brasão – não poderia ser mais aplicável às Artes Marciais Mistas. Nil Satis Nisi Optimum, ou seja, Nada além do melhor é bom o suficiente, em latim. Isso é o que você precisa ter em mente quando você entra no ringue com alguém que está pronto para fazer com que você saia de lá.

Após minhas cinco primeiras lutas no UFC, quando levei minha bandeira comigo, não pude mais colocá-la nos vestiários por conta de regras de transmissão e outras mais, mas, obviamente,   o Everton, ainda assim, como meu DNA, estava comigo.

Ao vencer mais uma luta tive que participar da tradicional foto pós-luta e foi aí que eu afirmei a todos que precisava da minha bandeira. Enfim, permitiram.

Dessa forma, o fotógrafo orientou-me a colocá-la nas costas e segurá-la ao ar, mas disse a ele que minha intenção era mostrar ao mundo o ‘Nil Satis Nisi Optimum’. Coloquei em cima da ombro e disse que seria assim.

Significa muito para mim ser capaz de representar o Everton em um palco global. Quero divulgar nosso nome e nos representar bem.

Meu desejo é colocar o clube e esta cidade no mapa o máximo que eu puder!

O Everton tem sido extremamente favorável à minha carreira, antes de eu ser qualquer pessoa. Uma relevante parte do meu contrato com o UFC se deu graças ao apoio do clube quando eles me convidaram a treinar na sede do clube em USM Finch Farm.

O mais legal para mim, uma torcedora, foi ganhar uma camiseta quando assinei com o UFC em pleno Goodison Park.

Esses são momentos marcantes da minha vida e é incrível pensar em quantos dos melhores dias da minha vida estão diretamente ligados ao Everton.

Sinceramente? Ainda espero que muitos mais venham!

A história de Molly faz parte de uma série chamada ‘My Everton’, que é um artigo semanal em evertonfc.com que mostra os fãs, funcionários e jogadores refletindo sobre suas memórias mais preciosas a respeito do Everton.

Se você deseja enviar sua história sobre o Everton, envie um e-mail para digital.content@evertonfc.com.