Futebol

Rummenigge defende a criação de um ‘Fair Play Financeiro 3.0’ com punições severas

O ex vice-presidente do Bayern de Munique quer expulsão dos clubes de competições europeias

11 out, 2021

Curiosamente, o ex vice-presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, segue como uma dos vozes mais ativas em relação ao Fair Play Financeiro. Em sua coluna no alemão ‘Welt am Sonntag’, ele cobra a criação de um ‘Fair Play Financeiro 3.0’ que tenha punições mais duras para quem o infringe.

Importante destacar que este é um dos temas mais polêmicos do futebol mundial, muito em função das contratações milionárias de clubes como o PSG e Manchester City. Após ser comprado por um consórcio saudita, o Newcastle pode entrar neste seleto grupo nos próximos anos.

Para Rummenigge, o ‘Fair Play Financeiro 3.0’ traria uma lista de sanções para que os clubes saibam o que poderão enfrentar caso cometam irregularidades. Uma delas seria a expulsão de competições europeias, como a Champions League.

”Se um clube infringe o Fair Play Financeiro, não deve ficar numa zona neutra, mas saber o que lhe espera, e isso inclui a expulsão da Champions League. Precisamos de um modelo que se aplique de forma rigorosa e coerente e que inclua uma lista de sanções”, escreveu.

No momento, a Uefa ainda não se posicionou no que está trabalhando neste sentido, mas já adiantou que poderia introduzir mecanismos de controle como a LaLiga. Ela sabe que as atuais punições se mostraram ineficazes.

“Nossas regras deveriam ter um foco muito mais forte no presente e no futuro, em vez de olhar para o passado”, disse Aleksander Ceferin, presidente da entidade.