Futebol

Gillette fecha com Flamengo para promover campanha em prol do Novembro Azul

Jogadores e comissão técnica do time entrarão em campo com máscaras personalizadas com o selo da campanha #BigodeQueCuida

Gillette fecha com Flamengo para promover campanha em prol do Novembro Azul

17 de novembro de 2021

2 minutos de Leitura

A Gillette, marca da P&G líder em lâminas de barbear no mundo, fará, pelo segundo ano consecutivo, uma campanha de apoio à campanha Novembro Azul, idealizada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida.

Como uma das principais ações de amplificação desta causa, a empresa convidou os jogadores e comissão técnica do Flamengo para entrar em campo na partida contra o Corinthians, na noite desta quarta-feira (17), no Maracanã, com máscaras de prevenção da covid-19 personalizadas com o selo da campanha #BigodeQueCuida promovida pela marca.

O objetivo é conscientizar o maior número possível de homens sobre a importância de cuidar da saúde através do bigode, símbolo do Novembro Azul reconhecido no mundo todo. Além da ação em campo intermediada pela Müller Sport Media, Gillette e o Flamengo também terão ativações nos canais digitais de ambas as marcas.

“Convidamos os jogadores e comissão técnica do Flamengo para aderir a este movimento como forma de apoio à causa e de chamar a atenção ao assunto. Quanto maior for o número de pessoas que destacarem o bigode como símbolo de saúde, mais homens serão impactados, o que ajudará a salvar mais vidas” disse Luis Siqueira, Diretor Sênior de Marketing de Gillette Brasil.

“A campanha Novembro Azul é um trabalho de conscientização importante e o Flamengo fica muito satisfeito em poder participar desta divulgação em parceria com a Gillette. Tenho certeza de que a Nação Rubro-Negra vai aderir em massa ao movimento”, acrescentou Gustavo Oliveira, vice-presidente de Comunicação e Marketing do Flamengo.

Em 2011, o Instituto Lado a Lado pela Vida iniciou a campanha ‘Novembro Azul’ com o objetivo de alertar para a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, o mais frequente entre os homens brasileiros depois do câncer de pele.

O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Compartilhe