Atletas

ATP se posiciona sobre Peng Shuai e não cancelará torneios na China

A Associação de tenistas profissionais cobra respostas envolvendo a tenista chinesa, mas seguirá com seu calendário no país

ATP se posiciona sobre Peng Shuai e não cancelará torneios na China

03 de dezembro de 2021

3 minutos de Leitura

A Associação de Tenistas Profissionais (ATP) se posicionou sobre o caso envolvendo Peng Shuai e, por enquanto, não seguirá o posicionamento adotado pela WTA de suspender todos os seus torneios na China.

“A situação envolvendo Peng Shuai continua a levantar sérias preocupações dentro e fora do nosso esporte. A resposta a essas preocupações tem sido insuficiente até agora. Pedimos novamente por uma linha de comunicação direta aberta entre a jogadora e a WTA, a fim de estabelecer uma imagem mais clara de sua situação. Sabemos que o esporte pode ter uma influência positiva na sociedade e geralmente acreditamos que ter uma presença global nos dá a melhor chance de criar oportunidades e causar impacto. Continuaremos a consultar os nossos membros e a monitorar quaisquer desenvolvimentos à medida que este problema evolui”, disse o presidente da ATP, Andrea Gaudenzi.

A Federação Internacional de Tênis (ITF) também foi outra entidade da modalidade que se posicionou e fez coro ao presidente da ATP, sem mencionar qualquer movimento contrário ao país em relação aos torneios.

“A Federação Internacional de Tênis, como órgão dirigente do tênis, está em apoio a todos os direitos das mulheres. Nossa principal preocupação continua sendo o bem-estar de Peng Shuai. As alegações feitas por Peng devem ser abordadas. Continuaremos a apoiar todos os esforços que estão sendo feitos para esse fim, tanto publicamente quanto nos bastidores”, destacou em comunicado.

A WTA, entidade responsável pela gestão do tênis feminino, suspendeu a realização de todos os torneios na China e Hong Kong enquanto não tiver certeza da segurança da tenista Shuai Peng. Steve Simon, CEO da entidade, publicou uma carta que reforça que, apesar de ter uma confirmação de que a tenista está viva, seguem dúvidas sobre sua liberdade. Desta maneira, a entidade tomará medidas contra os chineses.

Vale lembrar que, recentemente, a tenista conversou virtualmente com Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI). Peng disse estar bem, mas pediu que as pessoas não tentassem entrar em contato com ela. Já no início do mês, a tenista usou as redes sociais para denunciar um funcionário do alto escalão do governo chinês de assédio sexual. A postagem foi banida da internet na China. Em seguida, Shuai Peng ficou incomunicável. Um e-mail supostamente redigido por ela foi divulgado pela mídia chinesa, mantendo o mistério sobre seu paradeiro.

Compartilhe