Indústria

Olympikus divulga números de resíduos reciclados após a Maratona do Rio

Marca esportiva oficial da prova reforça ações de sustentabilidade ambiental durante o evento

Olympikus divulga números de resíduos reciclados após a Maratona do Rio

07 de dezembro de 2021

3 minutos de Leitura

Solidificando as iniciativas que já vinham sendo trabalhadas ao longo dos anos, como mais recentemente o anúncio de energia limpa na produção de todos os tênis a partir de 2022, e lançamento do Corre1 Eco, melhor tênis de performance da marca, agora em versão ecológica, a Olympikus, que busca cada vez mais contribuir em aspectos ambientais e sociais e de menor impacto ao planeta, representou esse pilar também na Maratona do Rio.

Alinhada com os objetivos do evento, um dos principais pontos em comum com a marca foram a preocupação e a importância no descarte de lixo da ativação como um todo.

Realizada nos dias 14 e 15 de novembro, a edição da Maratona deste ano arrecadou cerca de 875kg de resíduos descartados durante as provas. Através de pontos de coleta distribuídos pelas áreas da largada, chegada, dispersão e esplanada da Marina da Glória, o projeto executado pela Cosan e pela Braskem, contou com uma equipe de mais de 100 pessoas contemplando equipe de coleta e parceiros.

Após o evento, todos os resíduos recicláveis foram coletados e encaminhados para a cooperativa parceira da Maratona do Rio, que deu início ao processo de separação.

Para os dois dias de prova, a logística foi realizada com 2 caminhões durante a prova de 21 km e 4 caminhões durante as provas de 42km, 10 km e 5 km, somando um total de 35 sacas contentoras preenchidas com os descartes. Unindo os aspectos ambientais e sociais, após a reciclagem desses materiais, toda resina gerada será transformada em lixeiras que serão doadas para escolas públicas, gerando um resultado ainda mais positivo da força tarefa.

A parceria entre Olympikus, Maratona do Rio e demais patrocinadores da prova, reforça o compromisso da marca de auxiliar na redução das mudanças climáticas do planeta, além de conectar-se com um de seus principais públicos em um dos eventos mais importantes da América Latina, reforçando a mensagem de que estamos juntos para a corrida mais importante do mundo, a corrida para frear a mudança do clima do planeta.

Vale lembrar que Olympikus e a Vulcabras formalizarem o anúncio do compromisso de energia limpa. Todos os modelos da marca a partir de 2022 serão fabricados 100% através de energia eólica. Para viabilização da iniciativa, um contrato de sociedade foi firmado com a Casa dos Ventos, para que todas as fábricas sejam abastecidas através da energia vinda do Parque Rio do Vento, um dos maiores parques eólicos em operação no Brasil e no mundo, localizado no Rio Grande do Norte.

Compartilhe