Coluna

Os bastidores da Brasil Ladies Cup

23 dez, 2021
Fábio Wolff
Sócio-diretor da Wolff Sports e professor no MBA de Gestão e Marketing Esportivo da Trevisan Escola de Negócios
Ver mais artigos deste autor

Era unânime, por incontáveis vezes escutei queixas a respeito do calendário feminino do Brasil. A ausência de um evento para discutir a modalidade se mostrou uma oportunidade. Foi assim, então, que junto à Goolaço, agência de marketing esportivo com ênfase na utilização das leis de incentivo e à FIFOs (associação de direito privado sem fins lucrativos) concebemos a Brasil Ladies Cup.

Com o propósito deste evento se tornar a semana do futebol feminino no Brasil, começamos a estruturação.  A priori, a competição teria 4 equipes de futebol feminino, mas, ao solicitar o apoio da Federação Paulista de Futebol, recebemos o pedido para que o evento fosse realizado com 8 equipes. Muito mais atrativo, sem dúvida, porém de maior complexidade para se realizar, ainda se considerarmos as restrições do Ministério Público e da Polícia Militar em relação à realização de jogos de futebol de equipes de camisa no mesmo dia e no mesmo estádio!

Foram convidadas e confirmadas três equipes do exterior, porém a apenas 2 semanas do início da competição, a equipe chilena do Santiago Morning, desistiu da participação do evento, nos deixando, além de perplexos, muito preocupados. Na sequência, tivemos a confirmação da equipe porto alegrense do Internacional, que abrilhantou o evento se juntando à América de Cali (Colômbia), Ferroviária, Flamengo, Palmeiras, River Plate (Argentina), Santos e São Paulo.

Tivemos uma dificuldade imensa em encontrar estádios disponíveis em SP, porém o recém-inaugurado estádio de Santana de Parnaíba, novo e aconchegante se mostrou a decisão correta, uma vez que era inviável realizar o evento todo no Allianz Parque, que foi o palco da final.

Para a cobertura do evento, ainda mais considerando que se tratava da primeira edição, era importante que tivéssemos um parceiro de mídia relevante. Tentamos durante quatro meses conseguir a transmissão pelo Grupo Globo, e, no momento em que o projeto foi analisado adequadamente, fechamos 13 jogos no SporTV ao vivo e, dias depois, a grande notícia, a transmissão da Globo na tv aberta no Esporte Espetacular, a primeira de equipes femininas na história da Globo!

A prospecção e o fechamento de negócios foram muito produtivos, vinte e um patrocinadores abraçaram o evento: Sicredi, Comgas, Multilaser, Sky, Wickbold, Pixbet, Colgate, Crown, Momenta, Riachuelo, Consul, Gin Gordon´s, Odontocompany, Sherwin Williams, Lorenzetti, Europ Assistance, Guaraná Poty, Worker, Penalty, Tramontina e Rodobens.

Possuo 26 anos de mercado no marketing esportivo, já comercializei vários tipos de eventos dentro da Indústria do Esporte, porém essa experiência foi única e especial. O empoderamento feminino, a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, entre outros pontos, faz desse um projeto diferente e o posiciona com fit junto a diversos players do mercado. Certamente, isso explica o sucesso na captação, na entrega e no engajamento que obtivemos junto aos patrocinadores seja in loco no evento como através das redes sociais.

Durante o evento realizamos diversas ações, muitas delas Taylor made com os clientes. Por exemplo, o churrasco oferecido pela Tramontina ao Internacional. Alguns patrocinadores tiveram a oportunidade de entregar o prêmio de craque da partida, compareceram ao palco de premiação da final e participaram de um jogo de futebol após a grande final, com a presença de ex-craques da seleção brasileira de futebol campeões mundiais. A Sicredi e a Tramontina premiaram a melhor jogadora do campeonato.

A semana do futebol feminino no Brasil também foi recheada de conteúdo, promovemos a semana da capacitação para discutir diversos temas interessantes como liderança, gestão, marketing, inovação, mídia…O conteúdo encontra-se disponível no Youtube.

Além disso, realizamos muitas ações com as Meninas em Campo, iniciativa social que tem como objetivo a valorização da atuação da mulher na sociedade por meio do esporte, da educação e do desenvolvimento humano.

Enfim, nada disso teria sido possível realizar sem o apoio da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania do Governo Federal, da Federação Paulista de Futebol, dos clubes, parceiros e patrocinadores envolvidos.

Obrigado a todos por fazer do futebol feminino, uma modalidade em evolução!

Em breve informaremos as novidades para a próxima edição.

Feliz natal e um próspero 2022 a todos!

Fotos: Mauricio Rummens