Indústria

Por patentes, Nike pede bloqueio de importações de calçados da Adidas

Americana afirma que sua rival copiou sua tecnologia Flyknit ao lançar a Primeknit

Por patentes, Nike pede bloqueio de importações de calçados da Adidas

13 de dezembro de 2021

2 minutos de Leitura

A Nike solicitou à Comissão de Comércio Internacional dos EUA que bloqueie as importações de diversos tipos de calçados Adidas que, segundo a gigante americana, infringem patentes que cobrem sua tecnologia Flyknit.

O swoosh afirma que 49 dos projetos de calçados de sua rival alemã que usam a tecnologia Primeknit são “supostamente semelhantes” e infringem seis de suas patentes. A Adidas já falhou em uma tentativa de invalidar duas das patentes da sua concorrente no Tribunal de Apelações dos EUA no ano passado.

Seguindo em sua defesa, a Nike afirma que a Adidas lançou o Primeknit cinco meses depois que ela anunciou o Flyknit, em 2012.

Um porta-voz da alemã disse que a empresa estava analisando a reclamação e se defenderia contra as acusações, acrescentando que sua tecnologia Primeknit “resultou de anos de pesquisas dedicadas”.

Pelo seu lado, a Nike afirma que sua tecnologia Flyknit é uma nova maneira de fabricar partes superiores de tênis, permitindo a criação de modelos que “se destacam em desempenho, design e estética, ao mesmo tempo em que reduzem materiais e resíduos”.

Os calçados Adidas que utilizam sua Primeknit podem ser vistos no running, futebol, linhas Ultraboost, Terrex e X Speedflow, entre outras.

A Nike tem um longo histórico de processos contra outras marcas da indústria do esporte. Em 2018, a Puma também foi alvo de uma reclamação, sendo processada pela americana no Tribunal de Massachusetts por também “copiar” o FlyKnit em vários de seus modelos. Em 2016, a Skechers também foi processada pelo mesmo motivo.

A tecnologia Flyknit foi lançada em 2012 tendo como diferencial fios de alta resistência e ultraleve. Desta maneira, os modelos que a utilizam prezam por durabilidade e conforto.

A Flyknit estreou no Nike Flyknit Racer e, aos poucos, foi introduzida em outros segmentos, como treinamento, corrida, basquete, futebol e lifestyle. Ela ajuda a reduzir o excesso de resíduos que vão para aterros, onde são despejados os resíduos tóxicos. O modelo Flyknit é feito de um material especial, que reduz o desperdício em cerca de 60% em comparação com os tênis normais de corte e costura.

Compartilhe