Austrália nega visto a Novak Djokovic, que está fora do Australian Open

Serviço de imigração do país proíbe atleta de entrar sem vacina contra a Covid e pode até mesmo ser deportado

janeiro 5, 2022

Novak Djokovic deve pegar o avião de volta e não defender o título do Australian Open. O governo australiano rejeitou o visto apresentado pelo tenista sérvio para disputar a competição sem ter sido vacinado contra o Covid. O astro do tênis, que ficou retido no aeroporto Tullamanrien de Melbourne durante a noite, recebeu uma carta do governo australiano dizendo que seu visto havia sido negado e que ele seria deportado.

“A Força de Fronteira Australiana continuará a garantir que aqueles que chegam em nossa fronteira cumpram nossas leis e requisitos de entrada. Podemos confirmar que o Sr. Djokovic falhou em fornecer evidências adequadas para atender aos requisitos de entrada para a Austrália, e seu visto foi posteriormente cancelado. Os não-cidadãos que não possuem um visto válido na entrada ou que tiveram seu visto cancelado serão detidos e removidos da Austrália”, declarou o serviço de imigração australiano.

Existe ainda a possibilidade do tenista recorrer na Justiça contra o veto para tentar conseguir a liberação para entrar no país.

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, já havia afirmado que Djokovic poderia ter que voltar para casa após receber permissão para atuar no país mesmo sem estar vacinado para a Covid-19. O tenista fez uma publicação em suas redes sociais após conseguir uma autorização com os organizadores do Aberto da Austrália.

“Se ele (Djokovic) não está vacinado, deve apresentar provas aceitáveis de que não pode ser vacinado por razões médicas. Se essa evidência for insuficiente, ele não será tratado de forma diferente a ninguém e estará no próximo avião para casa. Não deve haver regras especiais para Novak Djokovic”, disse o primeiro ministro do país.

Os organizadores dizem que o atual campeão do torneio e número 1 do ranking mundial não recebeu tratamento especial. Para competir no Australian Open e não passar por uma quarentena de 14 dias do estado de Victoria, todos os tenistas precisam estar com a imunização completa contra o coronavírus ou aplicar para uma autorização de exceção.