Futebol

Fechamento de empresa de criptomoedas resulta em calote de patrocínios

Iqoniq é parceira da LaLiga, Real Sociedad, Crystal Palace, Olympique de Marseille, Euroliga de basquete, Federação Europeia de Handball e escuderia McLaren

Fechamento de empresa de criptomoedas resulta em calote de patrocínios

27 de janeiro de 2022

1 minutos de Leitura

A plataforma Iqoniq decretou falência e não dará sequência aos seus investimentos em times, ligas e entidades esportivas. Com sede em Mônaco, a empresa era parceira da LaLiga, Real Sociedad, Crystal Palace, Olympique de Marseille, Euroliga de basquete, Federação Europeia de Handball, escuderia McLaren na Fórmula 1 e o Essex Country Cricket Club.

Segundo o jornal The Times, a Iqoniq deve € 820 mil pelo patrocínio da manga da camisa do Crystal Palace. O clube inglês já entrou na justiça.

A plataforma havia conseguido um aporte de € 100 milhões em julho de 2020, vindo da Lux Media Investments, empresa de Luxemburgo. Com a pandemia, a crise teve início.

Kazim Atilla, presidente da Iqonic, destacou que a empresa ainda estava em atividade e mudaria de país. Além disso, segundo o executivo, os tokens de criptomoeda da Iqoniq, comprados por torcedores e que sofreram desvalorização acentuada, voltariam a ter valor de mercado.

Compartilhe