Premier League contribuiu com £ 7.6 bilhões para a economia do Reino Unido

Estudo aponta que a audiência global foi de 3.2 bilhões em 2019/20, o dobro da Champions League

janeiro 20, 2022

Mesmo diante de todo impacto causado pela pandemia, a Premier League contribuiu com £ 7.6 bilhões para a economia do Reino Unido, de acordo com um estudo da consultoria EY.

De acordo com o relatório de impacto econômico e social, a liga e seus clubes geraram uma contribuição fiscal total de £ 3,6 bilhões para o Tesouro do Reino Unido em 2019/20. Desse montante, £ 1.4 bilhão foi contabilizado por jogadores da Premier League. Além disso, o estudo menciona que o torneio e os clubes apresentaram um crescimento substancial e prolongado de emprego, com 94 mil postos em todo o Reino Unido. A EY acrescenta que o número de empregos relacionados aos clubes aumentou de 11 mil em 1998/99 para mais de 87 mil em 2019/20, incremento de 650%.

Sobre o alcance do torneio, a audiência global foi de 3.2 bilhões em 2019/20, o dobro da Champions League, com jogos transmitidos para 878 milhões de lares em todo o mundo. Antes da chegada do Covid-19, os estádios também tinham um recorde de 97.8% de ocupação em toda a Premier League.

Já abordando os reflexos da pandemia, cerca de £ 1.3 bilhão foram perdidos em receitas de transmissão e matchday durante as temporadas 2019/20 e 2020/21 devido aos jogos sem público.

“O apelo global da Premier League continua sendo um fator chave para impulsionar seu impacto econômico, e a liga desempenha um papel significativo no coração das comunidades dos clubes. Centenas de milhares de crianças, jovens e adultos se beneficiam de iniciativas apoiadas pela liga a cada ano e a pandemia ajudou a colocar o papel do futebol nas comunidades de todo o país em um foco mais nítido do que nunca”, disse Peter Arnold, economista-chefe da EY para o Reino Unido.

“Este novo relatório da EY mostra como nós e nossos clubes continuamos a contribuir significativamente para a economia do Reino Unido e prestamos assistência necessária a todos os níveis de futebol e comunidades em um momento em que a pandemia trouxe desafios e incertezas sem precedentes. Estamos orgulhosos do nível de apoio que fornecemos à pirâmide do futebol, além de financiar organizações comunitárias de clubes de todo o país. A importância do nosso trabalho ficou mais evidente do que nunca nos últimos tempos, ajudando as pessoas que mais precisavam”, acrescentou Richard Masters, executivo-chefe da Premier League.