Atletas

Em números, o legado de Tom Brady no marketing esportivo

Dono de sete anéis de campeão da NFL, o quarterback teve grande sucesso dentro e fora dos campos

Em números, o legado de Tom Brady no marketing esportivo

01 de fevereiro de 2022

3 minutos de Leitura

O futuro será emocionante. Tenho a sorte de ter cofundado empresas incríveis como Autograph.io, Brady Brand e TB12 Sports, com as quais estou animado para continuar ajudando a construir e crescer. Mas exatamente como serão meus dias será um trabalho em andamento. Eu sei com certeza que quero passar muito tempo me dedicando aos outros e tentando enriquecer a vida de outras pessoas, assim como muitos fizeram por mim”

Esta foi apenas uma parte de uma longa mensagem publicada por Tom Brady ao confirmar sua aposentadoria dos campos. Dono de sete anéis de campeão da NFL, o quarterback usou as redes sociais para fazer o anúncio oficial. Ele já havia dito que a decisão final seria tomada depois de conversar com a família e com a esposa, a modelo brasileira Gisele Bundchen. Na carta do adeus, ele ainda fez questão de escrever em português para ela: “Te amo amor da minha vida”.

Escolha de número 199 na sexta rodada do draft de 2000 pelo New England Patriots, Brady contrariou as perspectivas e terminou por levar a equipe a uma dinastia sob o comando do técnico Bill Belichick. Sua jornada no time de Massachusetts terminou em março de 2020, após uma divergência sobre o tempo de um novo contrato.

À ocasião, o quarterback ganhou ”apenas” US$ 1,75 milhão no contrato, com luvas de US$ 20,25 milhões pela assinatura. No Tamba Bay Buccaneers, Brady mudou de estratégia, acertando um contrato de US$ 50 milhões por duas temporadas.

Nos Buccaneers, o time se tornou o primeiro a ganhar o Super Bowl no próprio estádio, diante do Kansas City Chiefs, por 31 a 9.

Em números, o legado que Tom Brady deixará ao marketing esportivo:

  • Tom Brady arrecadou US$ 293 milhões em contratos como jogador;
  • Segundo a Forbes, ele ganhou mais US$ 160 milhões com acordos comerciais com marcas como Under Armour, Fanatics, Hertz, Subway e FTX;
  • Ele já foi rosto de campanhas para marcas como Tag Heuer, Under Armour, Upper Deck, FTX Crypto, Intel, T-Mobile, Hertz, Molecular Mattresses, Subway, Foot Locker, Beats, EA SPORTS, Ugg fo Men, Shields,Beautyrest Blac, Snickers, IWC Watches, entre outras.
  • De maneira surpreendente, assinou com a Under Armour em 2010. Para contratá-lo, a empresa cedeu um lote de ações ao atleta, que aumentou seus ganhos com o crescimento da marca em todo o mundo;
  • Os US$ 453 milhões de faturamento o colocam como o atleta de futebol americano que mais ganhou dinheiro na história;
  • Em 2021, Brady foi apenas o nono colocado da lista de receitas, embolsando US$ 76 milhões. Ficou atrás de nomes como Connor McGregor (MMA), Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar (futebol), LeBron James (basquete), Roger Federer (tênis) e Lewis Hamilton (automobilismo);
  • Brady tem uma marca própria, a TB12 Sports, que vende livros, produtos de nutrição e equipamentos esportivos;
  • Ele ainda lançou uma marca de roupas batizada de BRADY;
  • Sua plataforma de NFTs, a Autograph, arrecadou aproximadamente US$ 170 milhões em uma rodada de investimentos;
  • O ex-jogador tem recordes na carreira da NFL por passes de transmissão (84.520), passes para touchdowns (624) e campeonatos (7);
  • Tom Brady tem a sua própria empresa de mídia, 199 Productions, e é o tema da série de documentários da ESPN+ Man in the Arena;
Compartilhe