Indústria

Infantino evitar criticar Rússia por ataque à Ucrânia

Amigo do presidente Vladimir Putin, o presidente da FIFA limitou-se a dizer que a entidade estava “muito preocupada” com a crise no leste europeu

Infantino evitar criticar Rússia por ataque à Ucrânia

25 de fevereiro de 2022

2 minutos de Leitura

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, se esquivou de criticar os russos por conta do ataque à Ucrânia. Amigo do presidente Vladimir Putin, Infantino limitou-se a dizer que a entidade estava “muito preocupada” com a crise no leste europeu. Vale lembrar que a Copa do Mundo de 2018 foi realizada no país.

A FIFA já havia divulgado um comunicado afirmando que “condena o uso da força pela Rússia na Ucrânia e qualquer tipo de violência para resolver conflitos”.

“A violência nunca é uma solução, e a FIFA pede a todas as partes que restaurem a paz por meio de um diálogo construtivo. A FIFA também continua expressando nossa solidariedade às pessoas afetadas por este conflito”, destacou a FIFA em comunicado.

Já em entrevista coletiva, Infantino evitou entrar em polêmica com Putin após um jornalista perguntar se ele manteria uma medalha de amizade concedida pela FIFA ao líder russo.

“A situação é obviamente muito trágica e preocupante. Estamos constantemente refletindo sobre o papel do esporte, particularmente o papel do esporte na tentativa de unir as pessoas em um ambiente pacífico. Até mesmo pessoas e países que não têm relações ou estão em conflito entre si. Isso é uma constante no nosso pensamento. O futebol é o esporte do povo. Não se trata de indivíduos”, disse o presidente da entidade que comanda o futebol mundial.

Compartilhe