Tecnologia

Nike processa StockX por violação de marca em NFT

Segundo o swoosh, a StockX vendeu 558 NFTs de tênis digitais da marca sem autorização

Nike processa StockX  por violação de marca em NFT

07 de fevereiro de 2022

1 minutos de Leitura

A Nike está processando o revendedor on-line de tênis StockX por utilizar as marcas da gigante americana sem autorização. No caso, envolve a venda de NFTs (tokens não fungíveis).

O swoosh alega que a StockX vendeu 558 NFTs de tênis digitais da marca, inflando fortemente os preços para clientes. A ação, movida no tribunal federal de Nova York, acusa a empresa de violação de patente. Um par físico de tênis Nike Dunk Low preto e branco tem um preço médio de US$ 282 na Nike. O processo aponta que as imagens digitais desse mesmo modelo está por US$ 809 na StockX.

“A Nike não aprovou ou autorizou os NFTs da marca Nike na StockX. Os preços inflacionados dos NFTs e os termos obscuros de compra e propriedade já levaram a críticas públicas à StockX e acusações de que os NFTs são uma farsa”, disse a Nike.

A StockX tem valor de mercado de US$ 3.8 bilhões e foi cofundada pelo dono do Cleveland Cavaliers, Dan Gilbert.

Compartilhe