Streaming

Pandemia faz DAZN ter prejuízo de US$ 1.3 bilhão em 2020

Com torneios paralisados entre março e julho, serviço de streaming perdeu muitos assinantes

Pandemia faz DAZN ter prejuízo de US$ 1.3 bilhão em 2020
DAZN lançará plataforma de bilheteria online

24 de fevereiro de 2022

1 minutos de Leitura

O DAZN anunciou um prejuízo de US$ 1.3 bilhão em 2020 por conta da paralisação dos eventos esportivos fruto da Covid-19. As receitas cresceram apenas 6% no ano, saindo de US$ 819 milhões para US$ 871.8 milhões. Em 2019, o faturamento havia crescido 76%.

A pandemia causou um alto número de cancelamentos, além da falta de novos inscritos que não tinham interesse em não desfrutar de transmissões ao vivo. O período mais crítico ocorreu de março a julho de 2020.

“O crescimento da receita em 2020 foi impactado pela pandemia de Covid-19, com a maioria dos eventos esportivos sendo significativamente reduzidos ou cancelados durante os primeiros meses da pandemia. Quando o conteúdo esportivo foi retomado, na segunda metade do ano, o grupo viu um aumento de assinantes e melhora nas receitas”, comentou a empresa em nota oficial.

Os custos operacionais caíram 27% em relação ao ano anterior, batendo a casa dos US$ 2 bilhões. O motivo é que o serviço não fez investimentos em novas transmissões, além de descontos em acordos já existentes por direitos de torneios paralisados.

Compartilhe