Patrocínio

Plataforma de blockchain patrocinará o uniforme de treino do Manchester United

Tezos investirá £ 20 milhões por temporada e assumirá o lugar anteriormente ocupado pela seguradora Aon

Plataforma de blockchain patrocinará o uniforme de treino do Manchester United

04 de fevereiro de 2022

2 minutos de Leitura

O Manchester United está próximo de anunciar a plataforma blockchain Tezos como a nova patrocinadora do seu uniforme de treino. A informação é do The Athletic.

O acordo deve girar em torno de £ 20 milhões por temporada. Por meio dele, o clube buscará desenvolver experiências envolvendo tecnologia, metaverso e Web 3.0.

Sobre o conceito Web 3.0, vale uma explicação. Se na Web 1.0 a premissa era o compartilhamento de informações e na Web 2.0 o foco foi a importância do conteúdo gerado pelo usuário, a Web 3.0 busca juntar a descentralização, permitida pela blockchain, e fortalecer ainda mais o conteúdo desenvolvido pelos usuários. O Web 3.0 é considerado como o ‘futuro da internet’, já que busca entregar uma internet mais “justa e equitativa”, e que seja de propriedade de construtores, criadores e usuários.

Vale lembrar que os Red Devils estão sem um patrocinador no kit de treino desde a saída da seguradora americana Aon, que após oito temporadas e £ 15 milhões por ano, optou por deixar o clube.

A Tezos se apresenta como uma plataforma blockchain mais eficiente em termos de energia, com uma crítica ao setor pela elevada quantidade de energia necessária para operar estes ativos.

A empresa tem seu próprio token de criptomoeda (Tez), que cresceu significativamente em valor nos últimos anos.

No esporte, a Tezos é patrocinadora do New York Mets, da Major League Baseball (MLB), parceira para um NFT para a Red Bull Racing, da Fórmula 1, além de estar com a escuderia McLaren também para a F1, Indycar e eSports.

No mês passado, a empresa tornou-se a principal patrocinadora da organização francesa de esportes eletrônicos Team Vitality, que foi descrita como um dos maiores negócios da história dos eSports europeus.

Compartilhe