Futebol

Arsenal cita pandemia ao ter perda recorde de £ 107 milhões em 2020/21

No período, clube jogou apenas duas partidas com presença de público no Emirates Stadium

Arsenal cita pandemia ao ter perda recorde de £ 107 milhões em 2020/21

02 de março de 2022

2 minutos de Leitura

O Arsenal anunciou uma perda recorde de £ 107.3 ​​milhões no ano fiscal encerrado em 31 de maio de 2021, atribuindo a maior parte ao impacto da pandemia do coronavírus. No período anterior, este número não passou de £ 50 milhões.

Segundo os gunners, cerca de £ 85 milhões são provenientes da Covid-19, já que o clube jogou apenas dois jogos com público no Emirates Stadium em 2020/21.

“Os resultados do exercício foram materialmente impactados pela pandemia de coronavírus, que fez com que a maioria dos jogos da temporada 2020/21 fossem disputados com portões fechados. Para partidas disputadas com portões fechados, houve uma perda completa de receita de ingressos. Apesar de jogar 31 partidas em casa, apenas dois desses jogos foram disputados com torcedores presentes. Como resultado, a receita de jogo caiu de £ 75 milhões para £ 3.8 milhões.”

Vale lembrar que o elenco concordou em reduzir em 12.5% seus ganhos durante a pandemia. Apenas em salários, foram £ 244 milhões no período.

O lucro total nas vendas de jogadores rendeu ao clube apenas £ 11.8 milhões, já que nomes como Shkodran Mustafi e Mesut Ozil negociaram a rescisão de seus contratos e não reverteram em ganhos.

Como efeito imediato do prejuízo recorde, o Arsenal anunciou um aumento de 4% nos preços dos ingressos para a temporada 2022/23, o primeiro aumento em oito anos.

“Reconhecemos que ninguém aceita aumentos de preços e esta decisão não foi tomada de ânimo leve”, destacou o clube em comunicado.

Compartilhe