Indústria

City Football Group fecha 2020/2021 com prejuízo de € 64 milhões

Dos clubes do grupo, apenas o Manchester City terminou a temporada com lucro

City Football Group fecha 2020/2021 com prejuízo de € 64 milhões

08 de março de 2022

2 minutos de Leitura

O City Football Group (CFG) fechou a temporada 2020/2021 com prejuízo de € 64 milhões. Desta maneira, o grupo que agrega diversos clubes de futebol pelo mundo já acumula perdas de mais de € 700 milhões desde sua criação. A informação é do espanhol 2Playbook.

De todos do portfólio da CFG, o Manchester City representa 91.2% do faturamento recorrente do grupo. Com a chegada na final da UEFA Champions League, a premiação saltou de € 92.4 para € 139.5 milhões. Já os ganhos com direitos de transmissão aumentaram 47,6%, batendo a marca de € 241,3 milhões. O âmbito comercial cresceu 9%, atingindo € 371.9 milhões, enquanto os ganhos de matchday despencaram de € 61.9 milhões para € 3,2 milhões.

O Girona, da segunda espanhola, reduziu sua participação em 50%, atingindo apenas € 11.1 milhões. Destaque da Major League Soccer, o New York City FC teve uma diminuição de 13% no seu faturamento, com € 32.2 milhões. O Melbourne City, da Austrália, e o Estac Troyes, da França, contribuíram com € 9.1 milhões e € 6.5 milhões, respectivamente.

Por fim, o Sichuan Jiuniu FC, da terceira divisão chinesa, é 33% do CFG e sofreu prejuízo de £ 13,21 milhões.

Hoje, a folha de pagamento do CFG é de € 553.2 milhões, ou seja, 88% de toda a renda. A recomendação da UEFA é que não supere 70%. Desde a criação, o investimento em contratações bateu a casa do € 1.21 bilhão. As dívidas com clubes por contratações subiram 81% na temporada (€ 196.9 milhões).

Vale lembrar que em julho de 2021, o CFG fez um empréstimo de US$ 650 milhões e uma linha de crédito de £ 80 milhões, ambos com vencimento em 2028. Os recursos foram fornecidos pelo Barclays, com o HSBC e a KKR Capital Markets atuando como assessores em uma operação destinada a financiar o plano patrimonial do grupo.

Compartilhe