Patrocínio

Itália deixa PUMA e assina acordo de patrocínio com a adidas

Seleção italiana terá uniformes da marca alemã a partir de 2023

Itália deixa PUMA e assina acordo de patrocínio com a adidas

09 de março de 2022

2 minutos de Leitura

A PUMA deixará a seleção da Itália em 2023. Caso o país se classifique para a Copa do Mundo no Catar no final deste ano, será o último torneio da relação. No próximo ano, a adidas assume o fornecimento de material esportivo da Azzurra.

Pelo contrato, a marca alemã será responsável pelos kits do time masculino, feminino, categorias de base, futsal, futebol de praia e eSports da Federação Italiana de Futebol (FIGC).

Agora, a adidas está com grandes seleções do cenário mundial, como Alemanha, Espanha, Argentina, Bélgica e, claro, a Itália.

Estamos incrivelmente orgulhosos de anunciar esta parceria de longo prazo com a Federação Italiana de Futebol. Estamos entusiasmados que uma das seleções nacionais de maior sucesso se junte ao nosso portfólio de federações internacionais, ao lado de outros gigantes como a DFB (Alemanha), a RFEF (Espanha), a AFA (Argentina) e a RBFA (Bélgica) e esperamos alcançar grandes objetivos juntos”

Kasper Rørsted – CEO da adidas

A PUMA está com a Itália desde 2003, tendo sido campeã do Mundial de 2006, torneio disputado na Alemanha. Nesta semana, a empresa anunciou um acordo com a Serie A italiana para ser a responsável pelo fornecimento de bolas do torneio.

“O anúncio da parceria com a adidas é motivo de orgulho para a FIGC. Esta colaboração representa um passo fundamental no caminho de crescimento de nosso apelo comercial e fortalece o processo de desenvolvimento de nossa marca na Itália e no exterior”, disse o presidente da FIGC, Gabriele Gravina.

Importante lembrar que trata-se de um retorno da adidas ao uniforme italiano, que já figurou de 1974 a 1978.

Compartilhe