Patrocínio

Puma é a nova patrocinadora da Confederação Brasileira de Atletismo

Acordo será válido a partir de julho e válido até o final de 2024, englobando os Jogos Olímpicos de Paris

Puma é a nova patrocinadora da Confederação Brasileira de Atletismo

08 de abril de 2022

2 minutos de Leitura

A Puma é a nova parceira da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O acordo, que inicia em julho deste ano, será válido ate o final de 2024, contemplando os Jogos Olímpicos de Paris.

A estreia será no Campeonato Mundial de Atletismo, no Oregon, Estados Unidos, entre 15 e 24 de julho. O contrato envolve as equipes adultas e juvenis. Na CBAt, a marca alemã assume o lugar da Nike, que após 11 anos encerrou seu contrato com a entidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Estamos muito orgulhosos de fechar esta parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo. É a primeira vez que a Puma patrocina uma seleção brasileira de esportes e por este motivo vai ser especial, com foco no desenvolvimento da modalidade e nas mulheres. O histórico de sucesso no atletismo em escala mundial, com 19 medalhas olímpicas conquistadas, faz esta parceria perfeita para a Puma.

Fabio Kadow – diretor de marketing da Puma Brasil.

“A parceria com a Puma é uma grande responsabilidade para nós e motivo de muito orgulho. Tenho certeza de que a comunidade do atletismo vai abraçar a Puma, porque estamos falando de um produto de excelência, uma tecnologia fantástica que ajudará no desempenho dos nossos atletas”, acrescentou Wlamir Motta Campos, presidente da CBAt.

No atletismo, a Puma tem uma vitoriosa história, sendo patrocinadora da Jamaica Athletics Administrative Association desde 2002. A marca também está com as federações de Cuba, Bahamas, Trinidad & Tobago, Granada, República Dominicana, Noruega, Suíça, Portugal e África do Sul. Entre os embaixadores, destaque para Usain Bolt, o campeão mundial dos 400m com barreiras Karsten Warholm, a estrela do salto com vara Armand Duplantis, o três vezes medalhista olímpico Andre De Grasse, a maratonista e medalhista olímpica Molly Seidel e os medalhistas e Will Claye e Patricia Mamona, do salto triplo.

Compartilhe