Adidas e Cruzeiro apresentam nova camisa branca

Ensaio produzido com torcedores enaltece a paixão da Nação Azul pelo clube

maio 20, 2022

A adidas e o Cruzeiro apresentaram o novo uniforme branco para a temporada 2022. Após as comemorações no ano do centenário, o manto volta a carregar as cores originais do clube, e traz escudo inspirado na primeira insígnia da Raposa após a mudança de nome, 80 anos atrás.

A camisa, predominantemente branca, apresenta as laterais em azul, e traz a volta da gola polo nos modelos masculino e infantil, com as três listras no ombro e o logo da adidas no mesmo tom de azul. Para compor ainda mais estilo para a nova camisa, a versão feminina segue uma tendência mundial com a gola em V branca. Complementam os kits, o patch especial que combina o escudo antigo com o atual do clube na parte de trás da gola, em comemoração às oito décadas da mudança do nome Palestra Itália para Cruzeiro Esporte Clube, além de calções azuis com listras azuis em fundo branco e meiões azuis com listras azuis em fundo branco.

Para representar a identidade cruzeirense, o ensaio apresenta referências ao Muro do Barro Preto, muro da sede do clube, famoso por trazer grafites e artes que homenageiam conquistas e torcedores icônicos do Cruzeiro. Além disso, os próprios torcedores celestes estrelam a campanha, como a vó Miracy e também o filho de Pablito – torcedor que faleceu em 2021 e é um dos homenageados no Muro.

A tipografia utilizada na camisa será exclusiva para o Cruzeiro. Assim como no último ano, letras e números foram criados pela área de Branding do Cruzeiro em ressonância com o tema de comunicação e marketing do clube. Com estilo retrô, a tipografia “Resplandece” teve inspiração em símbolos do clube e nas grafias da década de 1940.

“A camisa une duas coisas muito bacanas, a história do clube e a tecnologia do melhor material esportivo que existe. Esses pilares fazem da camisa branca uma maneira muito eficaz do Cruzeiro alavancar receita com os uniformes e ainda valorizar um passado de glórias que não pode ser esquecido”, explica Lênin Franco, Diretor de Negócios do Cruzeiro.