Após exclusão da Rússia das ligas europeias, Nike encerra com Spartak Moscou

Clube russo, patrocinado pela marca desde 2005, já está no mercado procurando uma nova parceira

maio 13, 2022

A Nike optou por encerrar o seu o contrato de patrocínio com o Spartak Moscou, um dos mais tradicionais do futebol russo, já que o clube não poderá participar das competições europeias na próxima temporada.

A exclusão partiu da UEFA por conta da invasão e consequente guerra instaurada pela Rússia na Ucrânia.

Patrocinado pela gigante americana desde 2005, o Spartak já confirmou que está no mercado buscando uma nova parceira de material esportivo. O time russo estava classificado para a disputa das oitavas de final da Europa League quando a Rússia iniciou a guerra contra a Ucrânia.

“Na sequência das decisões iniciais adotadas pelo Conselho da Fifa e pelo Comitê Executivo da Uefa, que previa a adoção de medidas adicionais, a Fifa e a Uefa decidiram hoje em conjunto que todas as equipas russas, quer sejam equipes representativas nacionais ou equipes de clubes, serão suspensas da participação em todas as competições da Fifa e da Uefa até novo aviso. Estas decisões foram adotadas hoje pelo Bureau do Conselho da FIFA e pelo Comitê Executivo da UEFA, respectivamente os mais altos órgãos de decisão de ambas as instituições sobre assuntos tão urgentes. O futebol está totalmente unido aqui e em total solidariedade com todas as pessoas afetadas na Ucrânia. Ambos os presidentes esperam que a situação na Ucrânia melhore significativa e rapidamente para que o futebol possa voltar a ser um vetor de unidade e paz entre os povos”, destacou o comunicado na época da decisão.

Pelo posicionamento adotado pela UEFA, os jogos contra o RB Leipzig foram cancelados em fevereiro, com o time alemão garantindo vaga direta nas quartas de final.