Patrocínio

COB e Estácio renovam parceria até 2024

Entidade e instituição de ensino estarão juntas pelo terceiro ciclo olímpico consecutivo

COB e Estácio renovam parceria até 2024

23 de maio de 2022

2 minutos de Leitura

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) renovou sua parceria com a Estádio que fará com que a instituição de ensino siga como fornecedora oficial no segmento de educação da entidade. Pelo contrato, válido até os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris, haverá concessão de bolsas de estudo a atletas olímpicos e pan-americanos em atividade e em transição de carreira.

COB e Estácio chegam ao terceiro ciclo olímpico de um trabalho em conjunto que, segundo o comitê, já beneficiou diversos atletas com cursos de graduação e pós-graduação.

“É motivo de imensa alegria para o COB a renovação da parceria com a Estácio e a continuidade de uma das mais valiosas e importantes iniciativas de apoio para a capacitação profissional dos atletas brasileiros. A formação acadêmica de qualidade também é fundamental para seu sucesso como esportista e um diferencial no pós-carreira. Por isso, seguiremos oferecendo, em conjunto com a Estácio, esse benefício, que tanto nos orgulha, de cessão de bolsas de estudos, iniciativa muito importante para o desenvolvimento dos nossos atletas”, disse Paulo Wanderley, presidente do COB.

“Nosso investimento na educação dos atletas está alinhado à missão da Estácio de ‘Educar para Transformar’. Buscamos incentivar os esportistas brasileiros não apenas a alcançar o pódio, mas também a dar um novo passo em seu futuro, por meio da educação”, acrescentou Cláudia Romano, vice-presidente de relações governamentais, comunicação e ESG da Estácio.

Para a universidade, a renovação visa “promover a interação entre o esporte e a educação permite que os esportistas tenham condições de se prepararem de forma adequada para as competições ao mesmo tempo em que se desenvolvem profissionalmente por meio dos estudos”.

Entre os atletas já beneficiados com a parceria entre COB e Estácio estão Rafael Buzacarini (judô), Alexander Russo (atletismo), Edson Bindilatti (bobsled), Adriana Aparecida Da Silva (atletismo), Laís Nunes (wrestling) e Rosane dos Santos Reis (levantamento de peso). Nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, 10% dos esportistas brasileiros eram alunos da Estácio, entre eles Fernando Scheffer (bronze na natação) e Laura Pigossi (bronze no tênis).

Compartilhe