John Textor vai se reunir com lideranças do futebol brasileiro para debater a liga

Investidor americano quer dar sua visão sobre o projeto e aprofundar a avaliação das propostas

maio 12, 2022

Em posição neutra sobre a Libra, o Botafogo comunicou que o empresário americano John Textor se reunirá com representantes de todos os grupos para ouvir todos os lados envolvidos.

“O Botafogo informa que o acionista John Textor irá se reunir nesta semana com lideranças do futebol brasileiro, de todos os grupos, para debater sobre a constituição de Liga. Textor pretende compartilhar suas visões, aprofundar a avaliação das propostas e buscar entendimento que melhor colabore para o futuro do futebol no país, aderente às expectativas do Clube”, divulgou o clube.

Conforme o MKTEsportivo adiantou, a reunião da Libra que ocorreria nesta quinta-feira (12) na CBF foi cancelada. Neste momento, os clubes que ainda não assinaram com a liga brasileira esperam uma mudança no estatuto que envolve, principalmente, a divisão igualitária de receitas.

E este grupo contrário engloba os participantes do Forte Futebol, Brusque, Chapecoense, Criciúma, CSA, Londrina, Náutico, Operário-PR, Sampaio Corrêa, Sport Recife e Tombense.

ponto central é que estes clubes não aceitam os percentuais de divisão de receitas propostos pela Libra, que segue o 40-30-30, com 40% do valor arrecadado dividido igualmente entre os times; 30% de acordo com a performance no campeonato; e os 30% restantes envolvem critérios de média de público nos estádios, base de assinantes no streaming, seguidores nas redes sociais, audiência na TV aberta e tamanho da torcida. Eles priorizam o modelo 50-25-25, com 50% fixos dividido entre todos, 25% por performance no campeonato e 25% por audiência. Além disso, desejam que no estatuto, o clube de maior cota ganhe no máximo 3,5 vezes mais do que o time de menor.

O estatuto também prevê que se os direitos de transmissão das Séries A e B forem comercializados em conjuntos, 85% do valor ficará para a primeira divisão e 15% para a segunda. O grupo contrário deseja que seja 80-20.

Além do Botafogo, Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Grêmio, Guarani, Internacional, Novorizontino estão em posição neutra.

Até aqui, Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos e São Paulo, da elite, e Cruzeiro, Ponte Preta e Vasco, da Série B, já assinaram com a Libra.