McLaren terá marca de Ayrton Senna de forma permanente na F1

A marca Senna já poderá ser vista nos modelos MCL36 de Lando Norris e Daniel Ricciardo no GP de Mônaco

maio 27, 2022

A McLaren anunciou que deixará de maneira permanente a marca Senna, do tricampeão Ayrton Senna, em seus carros de Fórmula 1.

A escuderia britânica destacou em seu site oficial que “nenhum piloto desde Bruce McLaren foi tão sinônimo da nossa equipe quanto Ayrton Senna e, a partir do Grande Prêmio de Mônaco, seu nome agora terá um lugar permanente em nossos carros de Fórmula 1. A bravura, o compromisso e a engenhosidade do falecido brasileiro definem o padrão para nossa equipe e continuam a estar no centro de tudo o que fazemos. Com o apoio da Fundação Senna, seu nome agora será colocado na auréola do nosso carro”.

A marca Senna já poderá ser vista nos modelos MCL36 do britânico Lando Norris e o australiano Daniel Ricciardo no GP de Mônaco. Nele, Ayrton Senna venceu seis vezes, sendo cinco delas seguidas (1989 a 1993), pilotando uma McLaren.

“Ayrton Senna é, e sempre será, uma lenda da McLaren. Suas atuações na McLaren, que lhe renderam três Campeonatos Mundiais de Pilotos, consolidaram seu lugar como um dos maiores pilotos da Fórmula 1. Quando ele faleceu tragicamente em 1994, todo o automobilismo mundial sentiu uma sensação de perda irreplicável, mas sua memória vive nos corações e mentes dos fãs de Fórmula 1 em todo o mundo. Achamos certo que nós, como McLaren, devemos reconhecer sua contribuição ao nosso esporte levando seu nome conosco onde quer que vamos correr. A partir do Grande Prêmio de Mônaco de 2022, o McLaren MCL36 levará o logotipo de Senna, marcando nosso compromisso de celebrar seu legado. Ao vencer este Grande Prêmio seis vezes, mais do que qualquer outro piloto, Ayrton provou que sua habilidade ao volante de um carro de F1 raramente pode ser comparada. Esta adição aos nossos carros de corrida de F1 será permanente, foi adicionada com o apoio da família Senna e servirá como um lembrete constante do talento sensacional de Ayrton Senna para nós como equipe e para todos os nossos fãs ao redor do mundo”, disse Zak Brown, CEO da McLaren Racing.

Vale lembrar que, após a morte do piloto brasileiro em 1994, a Williams carregou o logotipo do Instituto Ayrton Senna em seus carros, mas optou por retirá-lo no ano passado.