Indústria

Pesquisa revela como o torcedor brasileiro irá se relacionar com a Copa do Mundo

Pesquisa identificou os principais comportamentos que irão nortear o maior evento de futebol do mundo

Pesquisa revela como o torcedor brasileiro irá se relacionar com a Copa do Mundo

30 de maio de 2022

2 minutos de Leitura

Com o brasileiro irá se relacionar com a Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar?

A pesquisa ‘A Copa de 2022 desperta o interesse do brasileiro’, disponível na Plataforma Gente, da Globo, identificou os principais comportamentos que irão nortear o maior evento de futebol do mundo e revelou como a competição anima e engaja o espectador brasileiro.

Ela mostra que quando se trata de Copa do Mundo, a população, de maneira geral, sabe que a competição será transmitida através da TV aberta (75%). A TV por assinatura aparece logo em seguida com 37% do conhecimento geral, e o streaming com 25%. Por outro lado, os que não fazem ideia de como o torneio será transmitido representa 20%. Um dado preocupante.

Em relação aos canais de informação sobre o evento, os brasileiros pretendem buscar atualizações em sites e portais de notícias esportivos (74%); noticiários esportivos (57%); redes sociais (49%) e jogos ao vivo (44%).

Os motivos para acompanhar as competições pelas redes sociais são os mais variados. 70% dos entrevistados irão utilizar as redes como mecanismo para resumir os principais acontecimentos do evento; 69% vão acompanhar memes e piadas relacionados à Copa; 63% recorrerão ao recurso para assistir às partidas que já aconteceram e 60% irão usar as redes como agenda para saber quais os dias e horários das partidas.

Sobre a relação ‘política vs futebol’, para 40% ambas não se misturam, contra 33% que acreditam que não se misturam, e 27% que pode se misturar caso exista excesso.

A pesquisa também revela que as atividades que movimentam os torcedores e despertam o espírito de Copa do Mundo continuam engajando os brasileiros. Entre elas está o famoso bolão com amigos e familiares (45%); álbum de figurinhas físico (31%); apostas em sites especializados (25%) e Fantasy Game (22%).

Compartilhe