Por futebol feminino, Puma cria quadra inclinada para homens jogarem futebol “na subida”

Objetivo é mostrar que, no Brasil, as mulheres parecem jogar na subida em busca de investimento

maio 13, 2022

Para chamar a atenção sobre o baixo investimento feito no futebol feminino do Brasil, a Puma, em parceria com a agência Betc Havas, criou uma quadra inclinada e colocou homens para jogarem futebol em uma ladeira.

O objetivo é mostrar que, no nosso país, parece que as mulheres jogam na subida tamanha a dificuldade de se conseguir investimentos. Dentro deste posicionamento, a ação foi batizada de “Joga na Subida”.

“Sermos parceiros de uma marca como a Puma, que tem a coragem de fazer um projeto fora de formato como esse, é um privilégio. Essa ideia é a representação de uma causa que precisa ser olhada com carinho para mudar de verdade”, disse Marcelo Ribeiro, diretor de criação da Betc Havas.

A quadra de futebol em cima de uma estrutura inclinada recebeu times amadores de futebol masculino para uma partida no local. Toda a ação foi filmada e transformada em um vídeo (confira abaixo).

Um levantamento mostrou que apenas 1% da renda dos clubes da Série A é destinada para fomentar a modalidade feminina, é como se elas jogassem com diversos obstáculos pelo caminho. Além disso, segundo pesquisas do IBGE (2019), as mulheres ganham 22.3% a menos que os homens, mostrando que a desigualdade salarial não se limita apenas no esporte.

“A surpresa dos jogadores, ao verem uma quadra com mais de 2 metros de altura na parte mais alta, foi única e ficou ainda maior quando explicamos todo o contexto de que essa era a representação da dificuldade de toda mulher atleta”, acrescentou Victor Castelo, diretor de criação associado da agência.

A ação contou com a participação de Tamires, do Corinthians e da seleção brasileira. Nas próximas semanas, o local deve receber diversos influenciadores e ex-jogadores de futebol.