Por governança, compliance e CRM, Win The Game e EY Brasil fecham com o Guarani

Objetivo é reestruturar o clube a partir da profissionalização da gestão, e a criação de novas receitas baseadas em captação e inteligência de dados

junho 23, 2022

A Win The Game, empresa de negócios da área de esporte e entretenimento que tem a Holding da BTG Pactual como sócia, e a EY Brasil, anunciaram um contrato de três anos com o Guarani, de Campinas (SP).

A iniciativa prevê o desenvolvimento de um trabalho pioneiro, com uso de inteligência de dados para diagnosticar a percepção, desejos e adversidades enfrentadas pelos torcedores nos canais comerciais do clube. Este projeto de transformação digital do clube faz parte de um escopo maior de atuação que também inclui a implementação de uma reestruturação estratégica sobre dívidas, a profissionalização do modelo de gestão e criação de um novo modelo de governança corporativa capaz de ampliar a transparência e o controle de riscos, de forma a tornar o clube mais atraente para patrocínios e parcerias comerciais.

Também faz parte do mandato apoiar a administração do Clube na ampliação do debate sobre a possibilidade de se constituir ou de se tornar uma SAF de forma a estar mais próxima do capital privado financeiro.

“O objetivo é desenvolver uma renovação partindo da estruturação do ambiente digital do Guarani. A partir de uma minuciosa análise de dados vamos compreender melhor os anseios e desejos dos torcedores e demais stakeholders do clube e com isso elaborar serviços e produtos que os atendam da melhor maneira possível. A WIN e sua relação extremamente efetiva com o mercado financeiro pretende identificar e intermediar acordos de parcerias comerciais com marcas daqui e de fora do Brasil, ampliando a receita e expandindo os mercados que o clube atua”, disse Claudio Pracownik, Sócio Fundador e CEO da Win The Game.

Com informações e um banco de dados estruturado e completo, será possível gerar mais valor aos produtos e serviços do clube e, inclusive, melhorar valores de patrocínio, por exemplo.

“Qualquer empresa que pense no longo prazo, visando garantir sua longevidade, precisa contar com uma boa estrutura de governança, um dos pilares fundamentais nesse processo. Estamos passando por um momento de transformação da indústria do futebol, com novos players e maior regulação, e o Guarani tem em mente um projeto de crescimento sustentável que parte de uma governança robusta”, acrescentou o diretor executivo para o Mercado Esportivo da EY Brasil, Pedro Daniel.

Entre as principais atividades que serão desenvolvidas pela Win The Game e a EY Brasil com o Guarani estão um minucioso diagnóstico da estrutura atual. A partir de então, serão traçadas estratégias com base na expertise das 02 empresas em conjunto com os executivos e dirigentes do Guarani, considerando-se o estudo de padrões regulatórios, reportes públicos à interlocutores do mercado, análise de compliance, além do mapeamento da saúde financeira do clube.

“Nossa especialidade é ter proximidade no relacionamento com o cliente, entender demandas e buscar parceiros que melhor se encaixam. Foi exatamente assim que aconteceu com o Guarani”, afirmou Lucas Alves, sócio e Head de Soluções Corporativas da Acqua Vero, assessoria de investimentos que intermediou a transação.

Por fim, a parceria vislumbra oportunidades diversas, já que une o conhecimento prático com a tradição do Clube construída ao longo de mais de 110 anos.

“Para o Guarani, é uma satisfação muito grande atuar como parceiro da Win The Game/BTG Pactual e da Ernst Young neste projeto. O futuro do futebol brasileiro caminha com a modernização, em todos os aspectos, e é isso que buscamos. Com a profissionalização e organização de todos os departamentos do clube, contando com a expertise de empresas renomadas no mercado. Trata-se de um marco para a administração do Guarani”, comemorou Ricardo Moisés, Presidente do Conselho de Administração do Guarani.