São Paulo lança o Inova.São, seu hub de inovação oficial

Local vai reunir ecossistema de especialistas para desenvolver soluções que buscam aumentar receitas e competitividade do clube

junho 28, 2022

O São Paulo Futebol Clube apresentou o Inova.São, o seu Centro de Inovação Aberta, localizado dentro do estádio do Morumbi. A estimativa é captar nos 3 primeiros anos de operação investimentos em até R$ 6 milhões, que custearão o projeto sem que haja um aporte financeiro inicial do clube.

A iniciativa objetiva desenvolver e implantar soluções inovadoras que permitam aumentar as receitas e a competitividade esportiva do Clube. O projeto já conta com as parcerias estratégicas da Deboo, especializada em Web3, e da Sportheca.

“A concepção do projeto e a definição dos parceiros para viabilizar a operação do Inova.São, assim como suas primeiras entregas, vêm sendo trabalhadas pela Diretoria de Inovação do São Paulo desde que foi criada pelo presidente Julio Casares, em julho de 2021”, disse Wladimir Castro, executivo do departamento de Inovação do Clube e mestre em Criação e Gestão de Empresas Inovadoras pela Universidade de Valência.

Segundo o profissional, a maioria das inovações adotadas por clubes de futebol no Brasil envolve a adoção, com eventuais otimizações, de produtos existentes e trabalhados em larga escala também em outros players. No Inova.São, o foco não é replicar, mas sim desenvolver soluções inovadoras e inéditas para o São Paulo, com a possibilidade de trazer novas fontes de receitas e aumentar a competitividade esportiva do clube.

O Inova.São terá uma área dedicada no Morumbi com vista para o gramado. O espaço, inicialmente de 300 m², está localizado na área do Morumbi Concept Hall, no anel inferior do estádio, e vai funcionar como um coworking, reunindo startups e desenvolvedores.

A ideia é que no local circulem profissionais de universidades, de empresas, mentores, especialistas, sócios, torcedores, investidores e startups de todo o mundo, para formar assim o ecossistema de inovação que vai compartilhar conhecimento e recursos em prol do desenvolvimento do clube.

A Escola de Educação Física da USP (Universidade de São Paulo), a primeira instituição de ensino a fazer parte do ecossistema, firmou um convênio de colaboração com o hub, assim como a organização social de cultura IDBrasil, responsável pela gestão do Museu do Futebol, que aportará conhecimento qualificado para preservação de coleções, mediação de conteúdos e difusão do futebol em ações culturais e educativas.

O Inova.São conta também com uma metodologia própria de trabalho, desenvolvida utilizando as principais ferramentas e as melhores práticas em abordagens de inovação, e que será empregada na condução das diferentes atividades do hub.

“Não se trata de uma iniciativa ou de um projeto único, pois a articulação das três pontas –espaço de coworking, ecossistema e metodologia– permite estabelecer um ambiente e uma cultura inovadores de forma duradoura. Ao se apropriar da tecnologia como meio e não como fim, e ao se conectar com as melhores mentes – estejam onde estiverem – nós vislumbramos a implementação ágil de novas soluções que trarão melhora na performance esportiva do clube, aumento do engajamento de fãs e também na receita gerada”, acrescentou Eduardo Paraske, co-fundador da Deboo.