Mídia

Liminar impede Luva de Pedreiro de citar ex-empresário em reportagens

TV Record e Rede Globo tiveram que editar matérias que foram ao ar na noite de domingo

Liminar impede Luva de Pedreiro de citar ex-empresário em reportagens

04 de julho de 2022

4 minutos de Leitura

Allan Jesus, ex-empresário do Luva de Pedreiro, conseguiu uma liminar na Justiça que impediu que as matérias da TV Record e Rede Globo com o influenciador citassem o seu nome.

“Estão tentando me calar. Não querem que eu fale a verdade. Quem sofreu fui eu. Entraram com uma liminar na Globo e na Record para eu não falar sobre o assunto que todos já sabem. Não vai mais passar. Se está com medo, é porque deve”, disse o Luva em vídeo publicado no Instagram.

Responsável pela entrevista na Record para o ‘Domingo Espetacular’, Roberto Cabrini afirmou que vai divulgar o trecho sobre o rompimento do Luva com Allan assim que for possível.

“Em virtude de uma liminar conseguida na Justiça por esse mesmo empresário cujo nome não iremos mencionar, estamos impedidos de falar desse impasse e exibir entrevistas sobre o assunto, o que será feito quando não existir mais entraves judiciais”, disse o jornalista.

Segundo a Globo, a liminar concedida na sexta-feira veta “qualquer manifestação que fomente discurso de ódio” contra o ex-empresário que alega receber ameaças pelas redes sociais.

“A TV Globo não compactua com discurso de ódio, ameaças são inaceitáveis em qualquer situação e quem a praticas estão sujeitas as consequências legais. Divergências sobre questões contratuais devem ser decididas pelo poder judiciário que é o responsável pela aplicação da lei e relação entre as partes. O jornalismo apura com isenção todos os lados da notícia e produz conhecimento sobre os fatos. É direito da sociedade ter acesso a todos os acontecimentos relevantes. A TV Globo entende que a liminar concedida viola a liberdade de imprensa e expressão, pilares da democracia e protegidas pelo constituição brasileira. Por isso, vai recorrer da decisão”, destacou a emissora, em comunicado divulgado no ‘Fantástico’.

Mesmo assim, a Globo exibiu a reportagem editada retirando as partes que poderiam descumprir a determinação judicial. Em alguns momentos, a emissora deixou claro que tinha informações que não poderiam ser ditas, como o valor da multa rescisória.

Vale destacar que o ex-jogador Falcão é o novo empresário do Luva de Pedreiro.

Em março o MKTEsportivo adiantou ao mercado brasileiro que o ex-jogador lançou uma holding com foco em entretenimento digital esportivo. A F12 Entertainment surgiu com a missão de fornecer produtos e serviços para todo o mundo, já iniciando sua operação com uma sede no Brasil e outra em Portugal.

Entenda a polêmica entre Luva de Pedreiro e seu ex-empresário

A polemica envolvendo Iran e Alan Jesus, até então seu empresário, começou quando o colunista Léo Dias afirmou que Luva de Pedreiro tinha movimentado apenas R$ 7.5 mil em suas contas bancárias, mesmo tendo feito diversas campanhas publicitárias, como com a Amazon e Pepsi.

Em seguida, o mesmo colunista divulgou que o empresário havia vetado uma aproximação da Nike com o influenciador, bem como uma campanha da Clear Men ao lado de Cristiano Ronaldo.

Allan Jesus rebateu as insinuações de que estaria se apropriando de dinheiro destinado ao jovem.

“Sobre valores em conta, o Iran tem duas contas pessoa física e ele tem conhecimento de uma terceira conta pessoa jurídica. Essa conta foi criada neste ano e todos os nossos contratos de publicidade estão com essa conta para recebimento. Para que a transparência seja possível para que todos os sócios tenham acesso a entradas e saídas. Essa conta PJ não teve nenhum recebimento. Todos os nossos contratos de publicidade são de aproximadamente de R$ 2 milhões. Todos os pagamentos serão feitos a partir de julho de 2022. Ou seja, até este momento, todos os contratos que a gente firmou ainda não foram pagos”, disse Jesus.

Segundo ele, realizou apenas um pagamento até o momento para as ações publicitárias de Iran. O valor foi de R$ 20 mil por vídeos que o Luva gravou para divulgar um campeonato. Jesus foi além ao comentar que havia um acordo verbal do Luva com uma agência, sem citar o nome dos envolvidos.

“Antes de nossa empresa ser aberta, e ter uma conta jurídica, quando eu comecei a trabalhar com o Iran, ele tinha feito acordo informal com uma agencia, no qual ele tinha que entregar alguns vídeos no Titktok divulgando um campeonato. Eu tive que assumir e cumprir a palavra dele. Esses valores foram pagos. O valor foi de R$ 20 mil. Como naquele momento não tinha constituído a empresa, tive que emitir a nota fiscal, e esse valor foi pago à ASJ Consultoria”, acrescentou citando sua própria empresa.

Em nota na ocasião, a ASJ informou que o contrato com o Luva de Pedreiro teria vigência até 2026. 

Atualmente, o Luva de Pedreiro tem mais de 14 milhões de seguidores no Instagram e quase 17 milhões no TikTok.

Compartilhe