Manchester City utiliza cachecol conectado para coletar dados sobre emoções dos torcedores

Clube espera que as descobertas permitam desenvolver novas e mais personalizadas experiências para os torcedores

julho 28, 2022

O Manchester City tem explorado um lenço conectado para rastrear as emoções, a fisiologia e o movimento dos torcedores quando assistem a uma partida do clube. Desta maneira, os Citizens desejam mapear o comportamento do seu torcedor durante uma partida.

Idealizado em conjunto com a Cisco, parceira de tecnologia do clube desde 2013, a iniciativa embarca em um biosensor “emotibit” localizado no pescoço para capturar quatro fluxos principais de dados anônimos.

“Ser um verdadeiro torcedor apaixonado é fisiológico, não tem nada a ver com quantos jogos você assiste ou onde você está no mundo. É o que nos une como um coletivo”, disse Chintan Patel, diretor de tecnologia da Cisco Reino Unido e Irlanda.

Um sensor de fotopletismografia rastreia a frequência cardíaca, respiração, saturação de oxigênio e níveis de hidratação, enquanto um acelerômetro mede o movimento e a atividade. Um sensor de atividade eletrodérmica avalia as respostas do sistema nervoso impulsionadas pela excitação cognitiva e emocional. Já um sensor de temperatura é utilizado para medir as reações emocionais durante uma partida.

Quando os quatro fluxos de dados de um indivíduo são combinados e agregados com os de milhares de torcedores. O uso de um cachecol é apenas por ser um icônico objetivo do futebol inglês.

“Um cachecol é um item icônico que os fãs de futebol de todo o mundo possuem e usam para mostrar sua paixão e apoio. Esta iniciativa com a Cisco é uma maneira inovadora de reunir os torcedores e se conectar com eles de um modo novo e empolgante. No Manchester City, continuamos explorando as tecnologias mais recentes para oferecer experiências de alta qualidade aos torcedores e aproximá-los do clube”, comentou Nuria Tarré, diretora de marketing e experiência dos torcedores do City Football Group, dono do Manchester City.