Indústria

Suzuki vai deixar a MotoGP no final da temporada 2022

Rumores de abandono da categoria surgiram em maio deste ano

Suzuki vai deixar a MotoGP no final da temporada 2022

14 de julho de 2022

2 minutos de Leitura

Na última terça-feira (12), a Suzuki anunciou oficialmente que vai deixar de competir na MotoGP. A montadora japonesa informou que entrou em acordo com a detentora dos direitos comerciais da competição, Dorna Sports, e 2022 será a última temporada.

“A Suzuki decidiu encerrar sua participação na MotoGP e no EWC devido à necessidade de realocar recursos em outras iniciativas visando sustentabilidade”, disse Toshihiro Suzuki, presidente da montadora.

Os rumores sobre o abandono da empresa começaram no mês de maio, com imbróglios burocráticos com a Dorna que, à época, disse que a Suzuki não poderia romper o contrato unilateralmente, já que havia um contrato de participação na categoria até o fim de 2026. Depois de reuniões e discussões, as empresas chegaram a uma decisão para o rompimento do contrato ao final deste ano.

O último título conquistado pela Suzuki foi em 2020 com Joan Mir, que agora deve procurar uma nova equipe para correr na MotoGP da próxima temporada.

“Quero expressar toda minha gratidão aos nossos fãs, pilotos e envolvidos que se juntaram a nós e mostraram seu entusiasmo desde o início do desenvolvimento em nosso retorno à MotoGP. Faremos o nosso melhor para apoiar Álex Rins, Joan Mir, a equipe Suzuki Ecstar e Yoshimura SERT Motul para competirmos até o fim da temporada”, finalizou o presidente da Suzuki.

Compartilhe