Indústria

Como o esporte abordou a notícia da morte da Rainha Elizabeth II

Wimbledon, Pelé, FIA, Premier League e clubes ingleses rapidamente se posicionaram em suas redes sociais

Como o esporte abordou a notícia da morte da Rainha Elizabeth II

08 de setembro de 2022

4 minutos de Leitura

A Rainha Elizabeth II faleceu aos 96 anos de idade. A monarca ocupou o trono britânico por mais de sete décadas e foi uma das monarcas mais longevas da história.

A notícia foi confirmada pela conta do Twitter da Família Real Britânica, por volta das 14h30 desta quinta-feira (8). A notícia fez com que diversas entidades e celebridades do esporte prestassem homenagens.

Pelé lamentou a morte de Elizabeth II relembrando a vinda da monarca ao Brasil, em 1968, quando ela teve a oportunidade de assistir à vitória da Seleção Paulista sobre a Seleção Carioca, por 3 a 2, no amistoso que ficou conhecido, na época, como o “Jogo da Rainha”.

Em nota, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Mohammed Ben Sulayem, destacou que “o automobilismo, e especialmente a Fórmula 1, tem seu coração no Reino Unido, e a Família Real ao longo dos anos deu grande apoio e patrocínio ao esporte. Por isso, agradecemos a eles, e os eventos que ocorrerão em todo o mundo neste fim de semana serão, sem dúvida, realizados em homenagem a Sua Majestade”.

O grand slam britânico Wimbledon divulgou um tweet para “transmitir as mais profundas condolências à Família Real pelo triste falecimento de Sua Majestade a Rainha”.

A Premier League publicou um post de condolências, lamentando o ocorrido.

The Scottish FA compartilhou o post da Família Real, manifestando seu pesar e lembrando que Elizabeth II era patrona da entidade.

O Manchester United, que entrará em campo nesta quinta-feira (8) diante da Real Sociedad em partida válida pela Europa League, também se posicionou.

O Arsenal, por sua vez, publicou: “Junto com muitos de nossos torcedores hoje, teremos tempo para lamentar e refletir sobre a vida incrível e o serviço dedicado de Sua Majestade”.

Outro gigante do futebol inglês, o Manchester City destacou que “a dedicação e o serviço de Sua Majestade têm sido exemplares e nos juntamos ao nosso país e à Commonwealth no luto por sua perda”.

O Tottenham publicou que se “une à nação em luto pela morte de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II” e que “gostaria de estender suas condolências a todos os membros da Família Real neste momento triste”.

Com a morte da monarca, seu filho mais velho, o príncipe Charles, assume o trono de rei do Reino Unido e de outros 14 países que têm o monarca britânico como chefe de Estado, como Austrália e Canadá. No comunicado sobre a morte de Elizabeth ele já é tratado como rei.

Compartilhe