Indústria

F1 divulga calendário 2023 com novidades e recorde nos EUA

Serão 24 corridas, número recorde nos mais de 70 anos da categoria

F1 divulga calendário 2023 com novidades e recorde nos EUA

20 de setembro de 2022

1 minutos de Leitura

O Conselho Mundial de Automobilismo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) divulgou o calendário da Fórmula 1 para a temporada 2023. Serão 24 corridas, número recorde nos mais de 70 anos da categoria.

O GP do Bahrein abre o ano, com a prova marcada para 5 de março. A sequência segue a mesma de 2022, com os GPs da Arábia Saudita e da Austrália, em 19 de março e 2 de abril, respectivamente.

A China retorna ao calendário após três anos fora (2020, 2021 e 2022) por conta da pandemia de Covid-19. A prova será em Xangai, no dia 16 de abril.

Outra novidade será o Grande Prêmio do Catar, que estreou na Fórmula 1 em 2021, mas ausente em 2022. O país árabe assinou um contrato de dez anos com a F1.

Os Estados Unidos terá a categoria em três cidades diferentes: o GP de Miami (7 de maio), o GP dos Estados Unidos, em Austin (22 de outubro) e a estreia do GP de Las Vegas (18 de novembro). A baixa será o GP da França, disputado em Paul Ricard, que deixa a F1.

Por fim, o Grande Prêmio de São Paulo no Autódromo de Interlagos, na capital paulista, será dia 5 de novembro, como a 22ª etapa do campeonato.

Compartilhe