Indústria

Mundial de vôlei passará de 24 para 32 seleções a partir de 2026

FIVB trabalhará com a Volleyball World, seu braço comercial, para condições idênticas para as equipes masculina e feminina nos torneios

Mundial de vôlei passará de 24 para 32 seleções a partir de 2026

17 de outubro de 2022

2 minutos de Leitura

A Federação Internacional de Voleibol (FIVB) anunciou que os Mundiais masculino e feminino terão 32 seleções a partir de 2026, não mais 24 como no atual formato. Serão oito grupos de quatro equipes.

A edição de 2022 do Mundial feminino, disputada na Holanda e na Polônia, contou com 24 equipes, com formato de duas fases de grupos antes dos mata-matas. Na fase inicial, as seleções foram divididas em quatro grupos de seis times.

No caso dos homens, foram seis grupos de quatro seleções, sendo que as 16 melhores equipes da fase de classificação já passaram direto para os mata-matas, disputando o sistema de eliminação direta até a final.

A FIVB irá trabalhar a Volleyball World, seu braço comercial, para garantir condições idênticas para as equipes masculina e feminina nos seus torneios.

“A FIVB está empenhada em oferecer mais oportunidades para as seleções nacionais participarem do nosso principal evento, o Campeonato Mundial, enquanto oferece grandes espetáculos de vôlei para os torcedores de todo o mundo. O aumento do número de equipes participantes do torneio também oferecerá mais oportunidades para as seleções que fazem parte do programa de ‘Voleibol Empoderamento’, que visa aumentar o nível das seleções de todo o mundo, de participar dos principais eventos de vôlei e chegar ao pódio”, disse Ary Graça, presidente da FIVB.

Compartilhe