Copa do Mundo 2022

FIFA veta Dinamarca de levar à Copa do Mundo mensagens de apoio aos direitos humanos

Seleção dinamarquesa tem adotado um posicionamento crítico em relação aos abusos cometidos pelo governo do Catar

FIFA veta Dinamarca de levar à Copa do Mundo mensagens de apoio aos direitos humanos

11 de novembro de 2022

1 minutos de Leitura

O posicionamento crítico da Dinamarca em relação aos abusos contra os direitos humanos praticados pelo governo do Catar, sede da Copa do Mundo 2022, está incomodando a FIFA.

Tanto é verdade que a entidade proibiu a seleção dinamarquesa de treinar durante o torneio com camisas que abordem o tema direitos humanos. A federação dinamarquesa solicitou à FIFA autorização para usar kits de treino com a frase “Direitos humanos para todos”. A ideia era que as mensagens em apoio aos direitos humanos assumissem o espaço dos patrocinadores Danske Spil e Arbejdernes Landsbank, que já havia concordado com a iniciativa.

Vale lembrar que a FIFA sempre proibiu mensagens políticas em eventos esportivos oficiais. No entanto, como o MKTEsportivo adiantou, em parceria com a Hummel, o país levará suas críticas ao regime do Catar em seu uniforme de jogo. A iniciativa consistiu em apagar a logo da empresa e o escudo do time no uniforme.

“Não desejamos estar visíveis durante um torneio que custou as vidas de milhares de pessoas”, destacou a empresa de material esportivo.

Compartilhe