Indústria

GP São Paulo de Fórmula 1 gera impacto econômico de R$ 1.3 bilhão para cidade

O público de 235.617 pessoas no autódromo de Interlagos foi 29,9% maior que no ano passado

GP São Paulo de Fórmula 1 gera impacto econômico de R$ 1.3 bilhão para cidade

16 de novembro de 2022

2 minutos de Leitura

Segundo um levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) a partir de informações da Secretaria Municipal de Turismo, através do Observatório do Turismo, da São Paulo Turismo (SPturis), o Grande Prêmio de São Paulo de F1 de 2022 registrou impacto econômico de R$ 1.37 bilhão para São Paulo. Em 2021, este número foi de R$ 960 milhões.

Ao todo, foram 235.617 pessoas no autódromo de Interlagos, incremento de 29,9% em relação ao ano passado.

Os impactos diretos são os gastos realizados pela organização do evento, pelos patrocinadores e pelo público, que chegaram a R$ 826.2 milhões. Já os indiretos correspondem à movimentação econômica gerada na cadeia produtiva da realização da Fórmula 1, que atingiu R$ 545 milhões.

A exposição de mídia da cidade de São Paulo com a realização do GP também cresceu. A edição 2022 do evento gerou US$ 448.6 milhões em retorno de mídia para a cidade.

Na maior parte, o tipo de exposição gerado foi pela transmissão da prova ao vivo para mais de 180 países e 445 milhões de expectadores globais únicos (82,8% da exposição foi graças à transmissão do evento, 12% por mídia online e 5.3% pela mídia impressa).

Sobre o público que foi ao autódromo, 70.2% eram de fora da capital. Desses, 45.5% vieram de fora do estado e 4.6%, de fora do país.

O público mais jovem, de 18 a 24 anos, saltou de 14.3% em 2021 para 21.3% em 2022. Já na faixa de 25 a 29 anos o crescimento foi de 18.8% para 22.8% este ano.

Em 2023, o Grande Prêmio de São Paulo acontece nos dias 3, 4 e 5 de novembro no autódromo de Interlagos.

Compartilhe