Indústria

Ana Moser é confirmada como ministra do Esporte do governo Lula a partir de 2023

A área foi atribuição da Secretaria Especial de Esporte, do Ministério da Cidadania, durante o governo de Jair Bolsonaro

Ana Moser é confirmada como ministra do Esporte do governo Lula a partir de 2023

29 de dezembro de 2022

2 minutos de Leitura

Conforme o MKTEsportivo antecipou na semana passada, Ana Moser foi confirmada como ministra do Esporte pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.

“Nós estamos na verdade reconstruindo um ministério que para mim é muito caro e muito importante. Não sei se vocês sabem, mas eu fui jogador de bola. De várzea, tá certo, mas eu queria dizer que é com muita alegria que a companheira Ana Moser assume o Ministério do Esporte”, disse Lula, durante o anúncio dos últimos integrantes do futuro ministério.

“Presidente Lula me convidou para ser Ministra do Esporte, o que muito me honra. Recebo esta missão em nome da causa de garantir o direito de todos ao esporte. Este foi pedido: fazer uma revolução do esporte na educação, saúde, municípios e na vida de todas e todos os brasileiros”, acrescentou a nova Ministra em suas redes sociais.

Vale lembrar que o futuro governo decidiu recriar o Ministério do Esporte. Na gestão de Jair Bolsonaro, a mesma ficou abrigada numa secretaria especial dentro do Ministério da Cidadania.

Outra ex-jogadora de vôlei, a senadora Leila Barros (PDT), chegou a ser cotada para a vaga de ministra do Esporte, mas seu nome perdeu força.

Na semana passada, o Senado aprovou proposta do senador Marcelo Castro (MDB-PI), relator do orçamento, de destinação de R$ 1.988.135.355 para o Ministério do Esporte em 2023. O valor havia sido pedido pelo grupo técnico de Esporte para realizar as políticas públicas da área, com enfoque em investimentos em esporte.

Ana Moser foi um dos destaques da seleção brasileira que conquistou a primeira medalha olímpica do vôlei feminino, o bronze em Atlanta 1996. Em 2001, dois anos após se aposentar, fundou o Instituto Esporte e Educação (IEE), que oferece atividades esportivas para crianças e adolescentes e formação de professores na área de esporte educacional.

Segundo números da entidade, até aqui, a IEE já impactou mais de 6 milhões de crianças e jovens e capacitou mais de 55 mil professores e educadores do Brasil.

Ana Moser também faz parte da Atletas pelo Brasil, Organização Não Governamental que luta por implantação e melhoria de políticas públicas para o esporte. Outra ex-jogadora de vôlei, a senadora Leila Barros (PDT), chegou a ser cotada para a vaga de ministra do Esporte, mas seu nome perdeu força.

Compartilhe